CARTA DELEGADO DE FOZ RELATA VIAGEM DE CAÇA ‘A ” NAZISTAS” NA FRONTEIRA EM 1943

O Estado Novo promoveu a integração forçada dos alemães e de seus descendentes que viviam em colônias isoladas no Sul do Brasil. Em muitas ocasiões agiu com brutalidade contra imigrantes humildes que não mantinham qualquer relação com a Alemanha nazista. Os imigrantes japoneses e italianos também foram perseguidos e forçados a se “abrasileirar”. O caso …

EDIÇÃO QUENTÍSSIMA DO JORNAL “O TRABALHADOR”, DE GUARANÁ DE MENEZES

O jornal O Trabalhador era editado em Foz do Iguaçu. por Guaraná de Menezes e Heraldo Bastos. A edição número 11, de Maio de 1959, traz matérias sobre a ação do jaguncismo na região Oeste do Paraná, declarações rotundas de Ezoel Portes e Ney Wadson dos Santos, uma extensa matéria sobre a construção da Ponte …

Tarquínio Santos, primeiro candidato comunista de Foz do Iguaçu

O pioneiro Tarquínio Santos teve nos anos do governo Dutra uma série de constrangimentos por conta da Polícia Política. Com o decreto que tornou o Partido Comunista ilegal, o farmacêutico que morava em Cascavel, então distrito do município de Foz do Iguaçu teve seu nome fichado nos arquivos do DOPS paranaense. Entusiasta das idéias socialistas, …

Autorização de Comissão Especial para abrir bar e restaurante na Faixa de Fronteiras

Quando Bonifácio Palma aportou em Foz do Iguaçu decidiu abrir um bar e restaurante na Avenida Brasil. Porém, naquele ano de 1955 vigorava a Lei  da Faixa de  Fronteiras que exigia uma autorização especial  e um depósito para estrangeiros se estabelecerem na região. LEI N. 2.597 – DE 12 DE SETEMBRO DE 1955 Dispõe sôbre …

Investigação em torno de uma mala

Quando em 1939 foi iniciada a segunda guerra, o Brasil prudentemente manteve-se neutro, pois o governo brasileiro nesta época mantinha boas relações com a Alemanha e a Itália, sendo que a tendência junto com os países do Prata, Argentina e Uruguai, era de manter uma situação de neutralidade, o que economicamente mais tarde foi muito …

Prisão do Pároco de Foz (1ª Parte)

De 1937 à 1944, o então Pároco da Prelazia de Foz do Iguaçu, Monsenhor Dom Manoel Konner penou nas mãos das autoridades da época. Assim que o Brasil entrou na guerra alemães, italianos e japoseses que moravam no Brasil foram perseguidos e muitos chegaram a ser presos. Contra Dom Manoel Koenner havia a acusação de …