HABITANDO O TEMPO. LIVRO DA GUERRILHEIRA QUE SEQUESTROU UM AVIÃO ACOMPANHADA DE DOIS FILHOS PEQUENOS

Marília Guimarães tinha apenas 22 anos em 1º de janeiro de 1970, quando adentrou o Aeroporto Internacional de Carrasco, em Montevidéu, determinada a embarcar no voo 114 da Cruzeiro do Sul com destino ao Rio de Janeiro – uma viagem que, ela já sabia, mudaria radicalmente sua vida, para o bem ou para o mal. …

DE SUASSUNA A GUARNIEIRI, TONELADAS DE LIVROS FORAM INCINERADOS NAS FOGUEIRAS DA DITADURA

  No apagar das luzes da ditadura militar, a ordem era incinerar os livros e filmes apreendidos pela censura. No início da década de 80, toneladas de obras culturais foram queimadas em fornos construídos para essa finalidade.    

“TEMPO DE RESISTÊNCIA”, DE LEOPOLDO PAULINO.UM RELATO CRU E NU DA RESISTÊNCIA ARMADA À DITADURA MILITAR

No livro “Tempo de Resistência”, Leopoldo Paulino faz um resgate de um momento histórico tão importante para o país, e que hoje desperta tanto interesse e sofre tantas deformações, tem também a preocupação de acender em outros a chama do compromisso político e da solidariedade”…”Nós somos o que fazemos, e sobretudo aquilo que fazemos para …

ATAS DE APREENSÃO E QUEIMA DE LIVROS PELO SERVIÇO DE CENSURA FEDERAL, OCORRIDAS DURANTE A DITADURA MILITAR

 Nos anos 70, funcionários do Serviço de Censura Federal foram enviados pra rua com a missão de apreender e incinerar livros, revistas e jornais considerados subversivos “por atentar contra as instituições, a moral e os bons costumes”. Milhares de exemplares foram então apreendidos nas editoras, nos depósitos, nas livrarias e bancas de jornais de jornais …

QUEM PODE FAZER A REVOLUÇÃO NO BRASIL? , BOLÍVAR COSTA. CADERNOS DO POVO BRASILEIRO 1963

O site Documentos Revelados está disponibilizando a coleção Cadernos do Povo Brasileiro que foi editada entre os anos de 1962 e 1964 e interrompida devido à censura da ditadura militar. A coleção é formada por 24 volumes de diferentes autores, mas com temas comunicantes que tratam das questões centrais do debate político nacional naquele período …

REVOLUÇÃO E CONTRA REVOLUÇÃO NO BRASIL E MAIS DOIS TÍTULOS DOS CADERNOS DO POVO BRASILEIRO

  A coleção Cadernos do Povo Brasileiro foi editada entre os anos de 1962 e 1964 no Rio de Janeiro pela Civilização Brasileira, com coordenação editorial de Ênio Silveira. Essa coleção foi lançada com o intuito de discutir os caminhos para uma intervenção concreta nas lutas sociais do Brasil. Eles estavam fortemente marcados pela produção teórica …

REVOLUÇÃO BRASILEIRA, IMPERIALISMO E LIGAS CAMPONESAS, NA TERCEIRA PUBLICAÇÃO DO CADERNOS DO POVO BRASILEIRO

A coleção Cadernos do Povo Brasileiro, dirigida por Énio Silveira e Álvaro Vieira Pinto, e publicada de 1962 a 1964, a partir de uma parceria entre a Editora Civilização Brasileira, o ISEB e o Centro Popular de Cultura da UNE, é uma das melhores e maiores experiências que nós tivemos em termos de formação política. …

CADERNOS DO POVO BRASILEIRO, PUBLICADOS DE 1962 A 1964

O site Documentos Revelados disponibiliza no formato digital a Coleção Cadernos do Povo Brasileiro, dirigida por Ênio Silveira e Álvaro Vieira Pinto e publicada de 1962 a 1964 a partir de uma parceria entre a Civilização Brasileira, o ISEB (Instituto Superior de Estudos Brasileiros) e o Centro Popular de Cultura da UNE (União Nacional dos Estudantes). Vamos publicar três Cadernos em …

68 A GERAÇÃO QUE QUERIA MUNDO O MUNDO RELATOS

“O livro “68 a geração que queria mudar o mundo” é composto por relatos de uma centena de ex-militantes políticos, organizados e sistematizados ao longo dos anos por Eliete Ferrer. Trata-se de contribuição ímpar para a difusão da memória daqueles que combateram a ditadura militar por descrever, sob diversos matizes, as percepções e concepções de …