ONDE FOI QUE VOCÊS ENTERRARAM NOSSOS MORTOS?, EM PDF E NA ÍNTEGRA

Nesta obra, o jornalista Aluízio Palmar traz revelações sobre os últimos passos de seis guerrilheiros que estavam na Argentina e desapareceram ao ingressar no Brasil para promover ações armadas no Sul do país. A obra é o resultado de 26 anos de investigação jornalística e verdadeira obstinação em busca das circunstâncias das mortes e da …

AS PERIPÉCIAS DO SHOW PROIBIDO DE GERALDO VANDRÉ NO PARAGUAI

  VANDRÉ NA TRÍPLICE FRONTEIRA Aconteceu em 1982. Fazia dois anos e dez meses que eu havia retornado à Foz do Iguaçu, depois de oito anos de exílio forçado. Na época, eu era editor do jornal Nosso Tempo e a cidade parecia uma panela de pressão prestes a explodir. A construção da Hidrelétrica de Itaipu …

DIÁRIO DO TREINAMENTO DO MR8 NO PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU

Em 1978, um grupo de militantes da Dissidência Comunista do Estado do Rio de Janeiro (MR8), passou aproximadamente um ano no interior do Parque Nacional do Iguaçu. Durante esse período, o grupo praticou movimentos da guerra de guerrilhas, caminhou ccntenas de quilômetros dentro da mata, abriu picadas e depósitos de armas, medicamentos e víveres não …

DOCUMENTO DA AERONÁUTICA COM RELATO DO DIA EM QUE LADISLAU VIU “DISCOS VOADORES” NO CÉU DE FOZ DO IGUAÇU.

No dia 30 de janeiro de 2010, o técnico em comunicações, Ladislau  Teodoro Lysic, compareceu no escritório de Foz do Iguaçu, do Comando  de Defesa Aeroespacial para comunicar que avistou “Discos Voadores”. Em seu depoimento, Ladislau declarou que no dia 06 de janeiro, viu vários objetos de cor vermelha deslocando-se lentamente no espaço aéreo de …

EDIÇÃO COMPLETA DO JORNAL PENSAMENTO ACADÊMICO, ÓRGÃO DE DIVULGAÇÃO DOS ESTUDANTES DA FACISA

O jornal Pensamento Acadêmico, órgão de divulgação do Diretório Acadêmico 7 de julho, em sua primeira edição destacou a luta dos estudantes da antiga Facisa  para a criação da Unioeste. O Diretório Acadêmico era dirigido por : Adão  Luiz Almeida (presidente), Fidel Alvarenga (vice-presidente, Ângela Papandrea (1ª Secretária), Diva Rocha (segunda-secretária), Rubens Postale (segundo-tesoureiro);  Georgen …

APÓS SER DESTITUÍDO POR CORRUPÇÃO, EX-PREFEITO DE FOZ DO IGUAÇU, PEDIU AO GENERAL FIGUEIREDO CARGO NA ITAIPU OU NO PNI

Após ser destituído do cargo de prefeito de Foz do Iguaçu por corrupção, o tenente-coronel José Carlos  Toledo apelou para seus colegas do Exército para ajudarem a colocá-lo em algum cargo na Itaipu ou na Chefia do Parque Nacional do Iguaçu. Em anexo, carta do tenente-coronel Toledo ao ditador de plantão, general João Figueiredo. Na …

EDIÇÃO DE MAIO DE 1959, DO JORNAL “O TRABALHADOR”, DE FOZ DO IGUAÇU. FORAM MANCHETES, JAGUNCISMO, CORRUPÇÃO E CONSTRUÇÃO DA PONTE BRASIL-PARAGUAI

Edição histórica do jornal O Trabalhador, que  era editado em Foz do Iguaçu. por Guaraná de Menezes e Heraldo Bastos. A edição número 11, de maio de 1959, traz matérias sobre a ação do jaguncismo na região Oeste do Paraná, declarações rotundas de Ezoel Portes e Ney Wadson dos Santos, uma extensa matéria sobre a …

EM 1981, FOZ DO IGUAÇU FOI SEDE DE SIMPÓSIO EM DEFESA DE ELEIÇÃO DIRETA PARA PREFEITO E DE REDEMOCRATIZAÇÃO DO PAÍS

De 27 a 29 de agosto de 1981, o plenário da Câmara Municipal , foi sede de um Simpósio Nacional Pró Autonomia dos Municípios. Estiveram presentes prefeitos dos municípios considerados área de segurança nacional, além de representantes da sociedade civil. Ao final do Simpósio foi divulgada um documento intitulado “Carta de Foz”, que está em …

EX-PREFEITO DE FOZ DO IGUAÇU FOI DESTITUÍDO POR CORRUPÇÃO.

Boletim do Serviço Nacional d Informações – SNI, faz um relato da gestão do prefeito nomeado para Foz do Iguaçu, no ano de 1971, pelo general Garrastazu Médici. No período da ditadura militar, os prefeitos das cidades de fronteira eram nomeados, e para Foz do Iguaçu, o general Medici mandou o tenente coronel José Carlos …