DOCUMENTO APREENDIDO PELA DITADURA EXPÕEM FRAGILIDADE NO ESQUEMA DE SEGURANÇA DA RESISTÊNCIA

Um documento apreendido durante a prisão, em 1968, de Pitágoras de Oliveira Machado, militante dos Comandos de Libertação nacional – Colina, expõem as fragilidades das organizações da Resistência à ditadura militar. Além de tecer várias recomendações o documento relata a descoberta casual de um agente que seguia ativistas do movimento estudantil

TORTURAS E ABUSOS SEXUAIS NOS CENTROS DE TORTURA DA DITADURA MILITAR

“Um dia, eles me levaram para um lugar que hoje eu localizo como sendo a sede do Exército, no Ibirapuera. Lá estava a minha filha de um ano e dez meses, só de fraldo, no frio. Eles a colocaram no minha frente, gritando, chorando, e ameaçavam dar choque nela. O torturador o Mangabeira (codinome do …

MOBILIZAÇÃO DE MASSAS NO BRASIL, DOCUMENTO ESCRITO POR PALMAR, WROBEL E LISZT(1968)

Entre os materiais apreendidos pela repressão com a prisão da militante Vera Wrobel, dos Comandos de Libertação Nacional – Colina,  está o documento Mobilização de Massas no Brasil, escrito por Aluízio Palmar, Vera Wrobel e Lisz Bejamim Vieira.

BRASIL SOCIALISTA 1976 – REVISTA EDITADA NO EXILIO

Durante o período da ditadura as colonias de exilados na Europa editaram diversas revistas e jornais. Brasil socialista e uma dessas publicações, e seu conteúdo eh composto por artigos de debates teóricos e posicionamentos dos agrupamentos de tendencia leninista. http://pt.scribd.com/doc/228033724/Brasil-Socialissta

MANDADOS, PROCESSO E DECISOES DOS TRIBUNAIS MILITARES SOBRE DILMA ROUSSEF

FUNDO PROJETO BRASIL NUNCA MAIS Os documentos expostos aqui neste site foram produzidos pela ditadura. Sao depoimentos arrancados sobtortura, relatorios de agentes policiais e decisoes arbitrarias dos tribunais militares. Trata-se do processo contra Dilma Roussef e seus companheiros, militantes dos Comandos de Libertacao Nacional – COLINA e da VAR-Palmares. A  presidente Dilma Vana Rousseff foi …

DOCUMENTO ELABORADO PELA RESISTÊNCIA. BASE TEÓRICA DA VAR-PALMARES E VPR

Em 1968, a Vanguarda Popular Revolucionária – VPR, recebeu o reforço do Comando de Libertação Nacional – Colina. Formada originalmente por militares nacionalista de esquerda, oriundos do  Movimento Nacionalista Revolucionário, transforma a VPR em VAR-Palmares. Mais tarde, com um novo racha fundamentado por razoes táticas a VPR volta a existir. O documento anexado revela o …

DOSSIÊ LISZT BENJAMIM VIEIRA, UMA HISTÓRIA DE CERCO A UM MILITANTE DA RESISTÊNCIA

Liszt Vieira já era advogado e, na época, estudante de Ciências Sociais, quando sua geração foi colhida pelo impacto do Ato Institucional no. 5, em dezembro de 1968. Participante ativo do movimento estudantil que explodiu no Brasil e no mundo, nos idos de 68, assumiu a continuidade das lutas pela redemocratização do país participando da …

RELATÓRIO SOBRE A PRISÃO DE VERA WROBEL NO ANO DE 1969, EM NITERÓI

Estado do Rio de Janeiro SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DEPARTAMENTO DE ORDEM POLÍTICA E SOCIAL 07 FEVEREIRO2012 ACERVO ARQUIVO PÚBLICO DE MINAS GERAIS A estudante do quarto ano do curso de Ciencias Sociais da Universidade Federal Fluminense, Vera Wrobel, foi praticamente a primeira militante da luta armada a ser presa em Niterói. Filha de tradicional …

ESTATUTO DA ORM-POLITICA OPERARIA (POLOPE)

Em 1961, um grupo de militantes e intelectuais do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais cria a Organização Revolucionária Marxista e lança o jornal Política Operária. A POLOP, como passou a ser conhecida, diverge do PCB em questões estratégicas, como a defesa do caráter socialista da revolução brasileira. Após o golpe, o jornal …