VERSUS, A IMPRENSA ALTERNATIVA INOVADORA E MILITANTE. UM JORNAL INSTRUMENTO DE LUTA POLÍTICA

  O jornal Versus começou como uma publicação essencialmente cultural, com a proposta, contudo, de entender a cultura como uma “ação política”. Foi lançado em São Paulo, inicialmente como bimestral. Seu diretor responsável era o jornalista gaúcho Marcos Faerman. Entre os participantes: Moacir Amâncio, Elifas Andreatto, Carlos Rangel, João Antônio, Luís Egypto, Cláudio Bojunga, Joca Pereira, Modesto …

1072 EDIÇÕES DIGITALIZADAS DO PASQUIM (1969-1991).

No âmbito do aniversário de 50 anos do Pasquim (1969-1991) a Fundação Biblioteca Nacional disponibiliza todas as 1.072 edições digitalizadas, com possibilidade de busca por palavras no conteúdo digitalizado. O trabalho de digitalização contou com o apoio da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e do cartunista Ziraldo que cederam exemplares para completar a coleção da …

COOJORNAL, O ALTERNATIVO GAÚCHO QUE INCOMODOU OS MILITARES

  Coojornal foi o nome de uma cooperativa de jornalistas de Porto Alegre, e também de um jornal que circulou nas bancas entre 1976 e 1982. A cooperativa, fundada em 1974, foi uma resposta dos jornalistas gaúchos às limitações e constrangimentos criados pela censura aos órgãos de imprensa. O veículo surgiu como uma publicação regional, …

PERSEGUIÇÃO À INTELECTUAIS PROGRESSISTAS AUTORES DE LIVROS COM ABORDAGEM CIENTÍFICA DA REALIDADE BRASILEIRA

Info 053/S – 102 Ministério do Exército CIE 19 de julho de 1077 Documento emitido pelo Centro de Informações do Exercito sobre a Coleção  Brasil História, publicado pela Editora Brasiliense O período compreendido entre 1974 e 1985 foi marcado, no campo da edição de livros, pelo surgimento ou revitalização de  editoras com perfil nitidamente político e …

NA ELEIÇÃO DE 1982, PROMOTOR LAMBE-BOTAS DE FOZ DO IGUAÇU, PEDE ANTECEDENTES POLÍTICOS PARA IMPUGNAR CANDIDATURAS DE JORNALISTAS

Em 1982, as eleições de 1982, foram realizadas com diversas limitações impostas pela ditadura. O voto foi vinculado e a propaganda eleitoral regida pela lei Falcão e outras imposições. Apesar dessas dificuldades os partidos de oposição saíram à luta com suas candidaturas. As perseguições e vetos ocorriam em todo o país. Em Foz do Iguaçu, …

FRENTE BRASILEIRA DE INFORMAÇÕES, UMA PEDRA NO SAPATO DA DITADURA MILITAR

Em 1969, exilados brasileiros na Argélia liderados por Miguel Arraes criaram o Front Bresiliénne de Information (Frente Brasileira de Informações), para denunciar a repressão feroz que se abateu sobre as esquerdas e angariar apoio para a luta contra a ditadura. Com o apoio de militantes de diversas organizações, o jornal era editado em várias línguas …

JORNAL EM TEMPO DESAFIA A DITADURA. EDIÇÃO DE 20 DE MARÇO DE 1978

  É criado em São Paulo o Movimento do Custo de Vida (mais tarde Movimento Contra a Carestia), que organiza a população mais pobre em torno de questões como inflação, custo do abastecimento e arrocho salarial. O movimento se estruturou em torno das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), uma nova forma de organização popular estimulada …

CERCO E ANIQUILAMENTO À LIBERDADE DE IMPRENSA – CASO DO COOJORNAL

Segue em anexo documento do Serviço Nacional de Informações – SNI , com data de 19 de abril de 1983, sobre o Coojornal. Coojornal foi o nome de uma cooperativa de jornalistas de Porto Alegre, e também de um jornal que circulou nas bancas entre 1976 e 1982. A cooperativa, fundada em 1974, foi uma …

REPRESENTAÇÕES DA TORTURA NO JORNAL NOSSO TEMPO

Direitos Humanos e Opinião Pública em Foz do iguaçu – 1980-1985 Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Arte, Cultura e História da Universidade Federal da Integração LatinoAmericana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em História América Latina Anderson de Oliveira Orientador Prof Paulo Renato  da Silva   Este …