ATÉ O BONI DA GLOBO FOI INVESTIGADO PELA DITADURA

Nem os aliados da ditadura eram poupados de investigação pelo estado policial e repressivo instalado no Brasil a partir de 1964.  Documentos emitidos pelo Centro de Informações do Exército e pelo Departamento de Ordem Política e Social – DOPS, do antigo Estado da Guanabara, incorporado em 1975 ao Estado do Rio de Janeiro. No documento …

EDIÇÃO COMPLETA DO JORNAL “PENSAMENTO ACADÊMICO”, DE 1986, DESTACA LUTA DOS ESTUDANTES PARA A CRIAÇÃO DA UNIOESTE

O jornal Pensamento Acadêmico, órgão de divulgação do Diretório Acadêmico 7 de julho, em sua ediçao de maio de 1986 destacou a luta dos estudantes da antiga Facisa (Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas)  para a criação da Unioeste. O Diretório Acadêmico era dirigido por : Adão  Luiz Almeida (presidente), Fidel Alvarenga (vice-presidente, Ângela Papandrea (1ª …

DOCUMENTOS DA AESI DA ITAIPU E SNI, PROPONDO APLICAÇÃO DA LEI DE SEGURANÇA NACIONAL E BOICOTE PARA IMPRENSA ALTERNATIVA

O jornal Nosso Tempo, de Foz do Iguaçu – 1980/1995 – sofreu imensas perseguições durante sua existência. Além das ameaças de atentados a bomba e das prisões de seus editores, em várias ocasiões foram articulados boicotes , com ameaças aos anunciantes. Os documentos em anexo, a Assessoria Especial de Segurança e Informações da Itaipu Binacional …

EDIÇÃO NÚMERO 01 DO JORNAL OPINIÃO, UMA EXPERIÊNCIA DE IMPRENSA ALTERNATIVA

Fundado em 1972, no Rio de Janeiro, o Opinião nasceu com uma equipe de jornalistas jovens, mas experientes, oriundos de outras vivências na imprensa alternativa e trabalhos em grandes jornais. O jornal foi criado pelo empresário Fernando Gasparian, peça fundamental para tornar o Opinião financeiramente possível. Perseguido durante a ditadura por suas ligações com o ex-presidente João Goulart, …

EX, UM JORNAL COMBATIVO E LIBERTÁRIO

https://pt.scribd.com/document/494444547/Jornal-EX-Um-jornal-combativo-e-libertario O jornal Ex-, que circulou entre 1973 e 1975, foi uma publicação da imprensa alternativa inspirada em jornais populares e em publicações alternativas norte-americanas e europeias. Em meio à repressão, o jornal veiculava textos diretos e contudentes, sem barreiras de linguagem, sem metáforas, de temática abertamente política, e com extenso uso da fotografia. Sua …

VERSUS, A IMPRENSA ALTERNATIVA INOVADORA E MILITANTE. UM JORNAL INSTRUMENTO DE LUTA POLÍTICA

  O jornal Versus começou como uma publicação essencialmente cultural, com a proposta, contudo, de entender a cultura como uma “ação política”. Foi lançado em São Paulo, inicialmente como bimestral. Seu diretor responsável era o jornalista gaúcho Marcos Faerman. Entre os participantes: Moacir Amâncio, Elifas Andreatto, Carlos Rangel, João Antônio, Luís Egypto, Cláudio Bojunga, Joca Pereira, Modesto …

1072 EDIÇÕES DIGITALIZADAS DO PASQUIM (1969-1991).

No âmbito do aniversário de 50 anos do Pasquim (1969-1991) a Fundação Biblioteca Nacional disponibiliza todas as 1.072 edições digitalizadas, com possibilidade de busca por palavras no conteúdo digitalizado. O trabalho de digitalização contou com o apoio da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e do cartunista Ziraldo que cederam exemplares para completar a coleção da …

COOJORNAL, O ALTERNATIVO GAÚCHO QUE INCOMODOU OS MILITARES

  Coojornal foi o nome de uma cooperativa de jornalistas de Porto Alegre, e também de um jornal que circulou nas bancas entre 1976 e 1982. A cooperativa, fundada em 1974, foi uma resposta dos jornalistas gaúchos às limitações e constrangimentos criados pela censura aos órgãos de imprensa. O veículo surgiu como uma publicação regional, …

PERSEGUIÇÃO À INTELECTUAIS PROGRESSISTAS AUTORES DE LIVROS COM ABORDAGEM CIENTÍFICA DA REALIDADE BRASILEIRA

Info 053/S – 102 Ministério do Exército CIE 19 de julho de 1077 Documento emitido pelo Centro de Informações do Exercito sobre a Coleção  Brasil História, publicado pela Editora Brasiliense O período compreendido entre 1974 e 1985 foi marcado, no campo da edição de livros, pelo surgimento ou revitalização de  editoras com perfil nitidamente político e …

NA ELEIÇÃO DE 1982, PROMOTOR LAMBE-BOTAS DE FOZ DO IGUAÇU, PEDE ANTECEDENTES POLÍTICOS PARA IMPUGNAR CANDIDATURAS DE JORNALISTAS

Em 1982, as eleições de 1982, foram realizadas com diversas limitações impostas pela ditadura. O voto foi vinculado e a propaganda eleitoral regida pela lei Falcão e outras imposições. Apesar dessas dificuldades os partidos de oposição saíram à luta com suas candidaturas. As perseguições e vetos ocorriam em todo o país. Em Foz do Iguaçu, …