PERSEGUIDO PELA DITADURA, O EDUCADOR ANISIO TEIXEIRA FOI EXPULSO DA UNIVERSIDADE E ASSASSINADO PELA DITADURA MILITAR

Como aconteceu com outros brasileiros durante a ditadura, Anísio Teixeira desapareceu de repente. No final da manhã da quinta-feira 11 de março de 1971, ele saiu da Fundação Getúlio Vargas (FGV), na Praia do Botafogo, no Rio, para almoçar nas imediações, no Edifício Duque de Caxias, onde morava o dicionarista Aurélio Buarque de Holanda. Considerado …

AS PASSEATAS CONTRA A DITADURA MILITAR VISTAS PELA IMPRENSA

  PASSEATA DOS CEM MIL   Denominação com que ficou conhecida a manifestação realizada no Rio de Janeiro em 26 de junho de 1968, da qual participaram cerca de cem mil pessoas que protestavam contra as violências praticadas pela polícia alguns dias antes no centro da cidade, atingindo estudantes e populares. Promovida pelo movimento estudantil …

LIBERTAÇÃO DE PRESOS POLÍTICOS QUE NÃO DEU CERTO. COMANDO REINALDO PIMENTA TENTOU LIBERTAR 40 PRESOS DAS GARRAS DA DITADURA

Quinze minutos depois de o avião Caravelle PP-PDX da Cruzeiro do Sul decolar do Rio de Janeiro com destino a São Paulo, quatro jovens obrigam o piloto a voltar para o aeroporto do Galeão. Os sequestradores eram integrantes do Comando Reinaldo Silveira Pimenta, nome dado em homenagem a um militante da Dissidência Estudantil de Niterói …

CENTRO DE INFORMAÇÕES DO EXÉRCITO (CIEX), CONTROLOU E DIFUNDIU INFORMAÇÕES SOBRE OS EXILADOS NO CHILE

Quando o companheiro Gregório viajou pra República Popular Democrática da Coréia, ele passou pra mim a responsabilidade de cuidar/administrar as coisas da Vanguarda Popular Revolucionária – VPR, no Chile e representar a Organização perante as demais organizações e Embaixada de Cuba , em Santiago. Eu achava que essa era uma informação fechada, até que tive …

PRESA PICHANDO MURO CONTRA A DITADURA, MILITARES MANTÊM POETISA INTERNADA EM HOSPITAL PSIQUIÁTRICO DURANTE NOVE ANOS

  Os Subterrâneos da Psiquiatria em Sergipe… (por Antonio Samarone) Em meados da década de 1970, a Atalaia Nova, na Barra dos Coqueiros, era uma Arembepe de Província, frequentada por hippies, comunistas, artistas, bichos grilos, maconheiros e desocupados. Era a nossa Praia. Sem contar que o aluguel era barato. Circulava entre os moradores uma lenda, …

RADIOGRAMAS DA POLÍCIA FEDERAL PROIBINDO DIVULGAÇÃO DE LIVRO, DE TUMULTO EM TREM DA CENTRAL E DE DEMANDAS SALARIAIS

Em anexo em PDF e JPG , radiogramas  do Departamento da Polícia Federal , emitidos em 1974, proibindo a imprensa de publicar notícias sobre o livro do jurista português Marcelo Caetano, de um tumulto ocorrido no interior de um trem em São Paulo e também sobre política salarial

EPIDEMIA CENSURADA. COMO A DITADURA MILITAR ESCONDEU EPIDEMIA DE MENINGITE QUE ASSOLOU O BRASIL EM 1974

Carlos Madeiro Colaboração para o UOL, em Maceió 14/06/2020 04h00 Nos anos 1970, em plena ditadura, o país enfrentou uma grave epidemia de meningite que superlotou hospitais, cancelou eventos e fez com que muitos brasileiros perdessem a vida. Mesmo ciente da gravidade do problema, o então governo militar atuou para proibir a divulgação dos números …

MEMÓRIAS DA DOR. EM 1974, O ESCRITOR PAULO COELHO FOI PRESO POR ENGANO E SUBMETIDO A TORTURAS

  No dia 28 de maio de 1974 o escritor Paulo Coelho de Souza  foi preso por engano. No decorrer de uma investigação dos órgãos de repressão da ditadura militar, o escritor foi preso no lugar do militante do PCBR, Paulo Coelho Pinheiro. As desinformações e informações falsas geradas pela ditadura, levou com que algumas …

MEMÓRIAS DA DOR. O CASO DA SOCIÓLOGA TERESA CRISTINA, VIÚVA DE MARIDO QUE A DITADURA DIZIA ESTAR VIVO

Um dos casos mais emblemáticos, de como a ditadura afetou a vida dos parentes dos desaparecidos políticos, é o da socióloga Tereza Cristina Denucci Ribeiro Bastos. Tereza Cristina e Paulo da Costa Ribeiro eram membros do MR8 quando se casaram em 17 de julho de 1970. Ela tinha  24 anos e ele 25 anos, na …

ESTUDANTE FOI CONSIDERADO PERIGOSO POR LUTAR CAPOEIRA, KARATÊ E JUDÔ

  O artigo abaixo foi escrito por Tarcísio, numa época em que ainda não se sabia com precisão quem havia sobrevivido à ditadura. Corriam muitos boatos sobre Caio.  Caio Venancio Martins estudava direito na USP e militava na ALN – Ação Libertadora Nacional, quando decidiu sair do Brasil, devidos as sucessivas prisões de militantes da …