17 FOTOS INEDITAS DA REVOLTA CAMPONESA DO SUDOESTE DO PARANÁ

REVOLTA CAMPONESA DO SUDOESTE DO PARANÁ Revolta ocorrida em 1957, tendo como motivo principal a luta pela posse da terra. Francisco Beltrão foi a localidade em que se realizou a maior mobilização de colonos (camponeses), seguindo-se os municípios de Pato Branco, Santo Antônio e Capanema. O movimento decorreu do antagonismo entre os interesses de posseiros …

COM O APOIO DE LUPION, GENERAL TOMOU TERRAS DE SETENTA AGRICULTORES DE SÃO MIGUEL DO IGUAÇU

Delegacia da Policia Federal de Foz do Iguaçu Relatório referente ao mandado de desocuapação de terras Apesar de suas teras estarem originalmente registradas em cartório desde m1925, cerca de 70 agricultores das Glebas Silva Jardim e Santa Maria, no município de São Miguel do iguaçu, foram vitimas da sanha do general Amilcar da Siva Pires …

DOSSIÊ SOBRE DISPUTA VIOLENTA PELA TERRA NO OESTE DO PARANÁ

Este dossiê traz informações sobre a Colônia Guairacá. Abre o dossiê um ofício encaminhado ao secretário do estado de segurança pública, major Agostinho José Rodrigues. Este ofício, que data de 1968, contém como anexo um informe que trata da disputa violenta entre proprietários e posseiros nesta região. Na sequência um mapa da colônia Guairacá. Consta, …

RELATÓRIO DO INQUÉRITO POLICIAL-MILITAR, QUE INDICIOU AGRICULTORES DO PARANÁ COMO SUBVERSIVOS

O processo movido pelo Tribunal Militar da Auditoria da 5ª RM é uma peça que retrata muito bem o ódio que movia os golpistas que assaltaram o poder em 1º de abril de 1964. Lideranças do velho Partido Trabalhista Brasileiro dos municípios da região Sudoeste do Paraná, desde Barracão, Santo Antônio do Sudoeste, Capanema e …

RELATÓRIO DA POLÍCIA MILITAR SOBRE CONFLITOS DE TERRA EM MATELÃNCIA. CASO DE ESCRITURAS FALSAS NA COLÔNIA GUAIRACÁ

Relatório da Polícia Militar do Paráná sobre problemas de terras na Colônia Guairacá. Data do documento 3 dezembro de 1968 Colonizadora Matelândia, subsidiária da Companhia Pinho e Terra, parcela em demanda com posseiros e escrituras falsas

DESMANDOS, RANCHOS QUEIMADOS, PRISÕES E TORTURAS. OS DESPEJOS DOS AVÁS-GUARANIS NO OESTE DO PARANÁ

Desmandos, ranchos queimados, prisões e torturas. Isso aconteceu nos anos 1975 e 1976 na região Oeste do Paraná, quando indígenas Avás-Guarani foram despejados de sua terra histórica, herdada de seus ancestrais. Este fato está documentado nas correspondências/denuncias de autoria do advogado iguaçuense Antônio Vanderli Moreira. avas

CONFLITOS ENTRE POSSEIROS E COLONIZADORAS NO PARANÁ, CASO DO BANHADÃO, MATELÂNDIA

Um dos principais conflitos entre posseiros e colonizadoras no Paraná, aconteceu nas localidades de Banhadão,  em fevereiro de 1966. Banhadão está situada no município de Matelândia, distante 75 quilômetros de Foz do Iguaçu. Um extenso relatório de autoria do Major Mozart Ferrante e do 2º Tenente Antônio Douglas, ambos da Polícia Militar do Paraná, registra …