AÇÃO LIBERTADORA NACIONAL E MR8 RECOMENDAM A SEUS MILITANTES PARA ANDAREM SOMENTE DE ÔNIBUS OU A PÉ

     A repressão contra os grupos que resistiam ‘a ditadura virou o jogo com menos de dois meses de AI-5. Passou à ofensiva e aperfeiçoou suas engrenagens. Cada Arma tinha um centro de informações que, a exemplo do Cenimar, ia a campo contra a subversão. Os Dops se ligaram à estrutura militar pela Oban, …

CONJUNTO DE DOCUMENTOS MOSTRA AÇÕES DA DITADURA CONTRA MOVIMENTO ESTUDANTIL DO PARANÁ

Apesar do AI 5, da Lei 477 e outros instrumentos usados pela ditadura para cercear a liberdade de reunião e expressão, os estudantes paranaenses desafiaram a repressão realizando assembleias e distribuindo panfletos. Enquanto os estudantes lutavam pelas liberdades democráticas a polícia política levantava antecedentes, vigiava, espionava, prendia e instaurava inquéritos. Os documentos em anexo mostram alguns desses …

VEREADOR FOI CASSADO APÓS DENUNCIAR CORRUPÇÃO NA PREFEITURA

  Após fazer denúncias de corrupção na Prefeitura de Foz do Iguaçu, o vereador Severino Sacomori (MDB), foi processado pelo então prefeito nomeado coronel Clóvis Cunha Vianna, que logo em seguida articulou a cassação do mandato do denunciante. As notícias veiculadas pela imprensa na época podem ser visualizadas em PDF e JEPG http://pt.scribd.com/doc/114346769 http://pt.scribd.com/doc/114346932 http://pt.scribd.com/doc/114347006 http://pt.scribd.com/doc/114347012 …

COMITIVA PARANAENSE FRETOU UM BOING PARA ASSISTIR A POSSE DO GENERAL SAMUEL AUGUSTO ALVES, O CARNICEIRO DA OPERAÇÃO MARUMBI

Durante o período da ditadura foi grande a babação  das autoridades  civis que ocupavam cargos relevantes na estrutura administrativa do País. Um caso digno de nota foi a ida de Curitiba ‘a Porto Alegre de 109 pessoas ‘a posse do general Samuel Augusto Alves. A comitiva comandada pelo vice-Governador Otávio Cesário e pelo delegado do …

A perseguição da ditadura ao jornal Nosso Tempo, de Foz do Iguaçu (Parte 2)

(Continuação) Resistência Como os editores não arredaram pé, mantiveram e radicalizaram a linha editorial, aos poucos os sócios-empresários foram afastando-se do empreendimento. Com o represamento do Rio Paraná para formação do reservatório em 1982, os problemas entre a administração da Itaipu Binacional e os proprietários, posseiros, indígenas e ambientalistas aumentaram, e todos eles foram parar …