INTEGRA DO IPM QUE ENQUADROU SARGENTOS E SUB OFICIAIS QUE NÃO ADERIRAM AO GOLPE MILITAR. 2. ATIVIDADES DOS TROTSKISTAS DO PORT

Essa parte do IPM instaurado um ano após o Golpe Militar, fala sobre as atividades de alguns membros do Partido Operário Revolucionário Trotskista, suas ligações com militares e distribuição do jornal Frente Operária em quarteis e portas de fábricas.