CÉDULA DE UM CRUZEIRO CONSIDERADA SUBVERSIVA MOBILIZOU AGENTES DA DITADURA

Uma nota de um cruzeiro com dizeres contra a ditadura foi responsável, em 1974, pela mobilização de agentes do Departamento de Ordem Política e Social, do antigo Estado da Guanabara. A nota foi ocasionalmente recebida por um tenente da PM num ônibus coletivo que a repassou ao DOPS. Durante dias os agentes investigaram a empresa …

MINI-MANUAL DO GUERRILHEIRO URBANO

Eu gostaria de fazer uma dupla dedicatória deste trabalho; primeiro, em memória de Edson Souto, Marco Antônio Brás de Carvalho, Nelson José de Almeida (“Escoteiro”) e a tantos outros heróicos combatentes e guerrilheiros urbanos que caíram nas mãos dos assassinos da polícia militar, do exército, da marinha, da aeronáutica, e também do DOPS, instrumentos odiados …

Manifesto conjunto da ALN e MRT sobre justiçamento de Henning Boilensen, financiador de torturas

Henning Albert Boilesen (Copenhague, 14 de fevereiro de 1916 – São Paulo, 15 de abril de 1971) foi um empresário dinamarquês radicado no Brasil, presidente da Ultragás, e um dos financiadores da Operação Bandeirante, de ensinar técnicas de torturas e de ser agente da CIA. Foi justiçado (assassinado sem direito a julgamento) por militantes do MRT e daAção Libertadora Nacional (ALN) em 15 de abril de 1971, na cidade de São Paulo, SP. Boilesen foi uma pessoa muito influente na indústria brasileira …

Panfleto assinado pelas organizações clandestinas

  Nos caminhos das ações contra a ditadura, as organizações da Resistência que atuavam na clandestinidade. Eram ações extremante arriscadas e o militante que caia preso era submetido à torturas podendo, como aconteceu em muitos casos, morrer.  A distribuição de panfletos eram uma forma de furar o cerco, onde a imrensa era censurada e as …