Exército, Marinha, SNI e Itamarati unidos na repressão

No ano de 1973, os órgãos de inteligência e repressão da ditadura civil-militar brasileira tiveram como um de seus focos a busca aos militantes da resistência que organizavam bases operacionais na fronteira Brasil/Argentina. As informações colhidas por meio de  torturas e através de infiltrados  era de que a Vanguarda Popular Revolucionária – VPR, estaria naquela …

Pixação contra a ditadura na Casa de Força de Itaipu

Apesar do controle exercido pelo serviço de segurança e espionagem da Itaipu Binacional eram comuns as manifestações clandestinas no Canteiro de Obras, no anos 70 e dentro da Hidrelétrica, nos anos 80. O documento anexado relata pixações contrarias ao ditador João Figueiredo, escritas à mão e em grandes caracteres na Casa de Força.

Documento do Exército com relação de brasileiros asilados na Argentina em 1976

Após o golpe militar que derrubou o governo da Unidade Popular, os brasileiros que estavam asilados no Chile se refugiaram nas embaixadas. A da Argentina recebeu um grande contingente. A Argentina estava sob governo peronista interino, em vésperas das eleições que levariam Perón à presidência. Ao chegarem na Argentina, os brasileiros ficaram confinados em várias cidades …

O DIÁRIO DE MAURÍCIO GRABOIS NA GUERRILHA DE ARAGUAIA

Durante 605 dias, o Velho Mário, nome verdadeiro Maurício Grabois, dirigente histórico do PCdoB e líder da Guerrilha do Araguaia, registrou em diário a saga dos 68 combatentes que se isolaram na Amazônia com o propósito de tomar o poder dos militares. Entre registros factuais e impressões pessoais, o comandante escreveu mais de 86 mil palavras …