Forças Armadas Luta Operária Mortos e Desaparecidos Repressão Torturas

DOCUMENTO ENCONTRADO NO APERJ COMPROVA NORTE DE RAUL AMARO NIN FERREIRA NA TORTURA

ESTADO DA GUANABARA

17DEZ1971

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

DEPARTAMENTO DE ORDEM POLÍTICA E SOCIAL

SERVIÇOS DE  BUSCAS

INFORMAÇÃO 416/71

DSI/AE MINISTÉRIO DO TRABALHO

ASSUNTO: VOZ OPERÁRIA – TORTURA MATA OPERÁRIO

Informe do DOPS sobre a prisão de Raul Amaro Nin Ferreira.  O engenheiro  foi preso pelos agentes do Dops, no Rio, em 1º de agosto de 1971, com sua integridade física e saúde preservadas. Onze dias depois, foi entregue morto para sua família, com marcas de tortura.

Raul Amaro morreu aos 27 anos e era o mais velho de uma família de nove irmãos. Preso por agentes do Dops em seu carro, junto com outros dois companheiros, foi levado no dia seguinte para o DOI-Codi, no quartel da Polícia do Exército, na Tijuca. Torturado, foi levado às pressas para o Hospital Central do Exército, onde morreu. Os militares devolveram o corpo à família, mas se calaram sobre as razões de sua morte.

http://pt.scribd.com/doc/101803383

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. Que pena meu DEUS como que esistiram mostros e barbaros que faziam tudo pela ganacia tudo pelo poder inutil pois só DEUS e o manda chuva o rei dos reis e eles naõ entenderam DEUS nós ajude e nos livre de todo mal que pessoas iquais a essa nunca mais e que nunca o bem perca para o mal pois ditadura nunca mais nunca mais e que DEUS nosso pai nunca mais deiche aconteser isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.