capa Forças Armadas Mortos e Desaparecidos Torturas

DOCUMENTOS “SECRETOS” LIBERADOS PELO GOVERNO DOS EUA EXIBEM OS CRIMES DA DITADURA MILITAR

Em 17 de junho de 2014, Biden, o então vice-presidente na gestão Barack Obama, desembarcou em Brasília com um objeto especial na bagagem: um HD com 43 documentos produzidos por autoridades americanas entre os anos de 1967 e 1977. A partir de informações passadas não só por vítimas, mas por informantes dentro das Forças Armadas e dos serviços de repressão, os relatórios americanos detalhavam informações sobre censura, tortura e assassinatos cometidos pelo regime militar do Brasil.

Até aquele momento, a maior parte dos documentos era considerada secreta pelo governo dos Estados Unidos, que apoiou e colaborou com a ditadura durante boa parte do período em que os militares estiveram no poder.

Biden sabia bem do que se tratava. E sabia também que produziria impacto real ao passar a mídia para as mãos da então presidente brasileira Dilma Rousseff, ela mesma uma das oposicionistas torturadas nos porões da ditadura.

Fonte : BBC News Brasil

Documentos em anexo:

1 Documento enviado pelo consulado americano do Rio de Janeiro descreve padrão de tortura

 2 Telegrama de 1973 descreve a tortura de um policial e de uma amiga dele que, inicialmente, se recusou a colaborar

 3 Serviço diplomático americano no Brasil mandou uma comunicação ao Departamento de Estado registrando os relatos de um cidadão americano, Robert Horth, que havia sido confundido com um extremista e preso no EOPS

4 –  Embaixador escreveu sobre não condenar excessos publicamente

PDFs

DOCUMENTOS "SECRETOS" LIBERADOS PELO GOVERNO DOS EUA EXIBEM OS CRIMES DA DITADURA MILITAR

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.