Forças Armadas Geral Ministérios

“OURO PARA O BEM DO BRASIL”, O GRANDE GOLPE DOS GOLPISTAS DE 1 DE ABRIL DE 1964

 

Um mês após o golpe militar de 1 de abril de 1964, uma campanha em larga escala tomou conta do Brasil. Era a campanha “Ouro para o bem do Brasil”. Ou seja, entregue o ouro para o governo. Valia tudo, de aliança de casamento a medalhinhas ou pregadores de gravata.
A coisa ganhou tal vulto – as sessões de doação eram transmitidas pela televisão, a Campanha tomou vulto nacional.

Segundo os organizadores o montante arrecadado era para pagar a dívida externa e salvar o “Brasil do comunismo”.

Os populares que doaram objetos de ouro de uso pessoal, tais como alianças, anéis e outros, receberam em troca uma aliança de metal, com os dizeres “Doei ouro para o bem do brasil- 1964”.

Com o passar do tempo, o governo militar não prestou conta da aplicação dos mais de 400 quilos de ouro e cerca de meio bilhão de cruzeiros doados pela população.

Inúmeras denúncias foram feitas e as autoridades militares sempre saindo pela tangente ou dando informações desmentidas posteriormente.

(Imagens extraídas do documentário “Ouro para o bem do Brasil”, de Gregory Baltz)

Você também pode gostar...

5 comentários

  1. Carmen Lucia Troiani diz:

    Dizem que o Ouro para o bem do Brasil foi parar em bolsos estranhos de políticos despudorados e desumanos!!! OS brasileiros sempre foram enganados! Por parte dos políticos dos diabos!!!

  2. Carmen Lucia Troiani diz:

    PORQUE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NO BRASIL????? É PARA INGLÊS VER!!! E A GENTE CANSA E A GENTE DESISTE COMO ELES QUEREM!!!

  3. A campanha dos Diários dos Associados foi assombrosa. Cobriam absolutamente tudo. Imparcialidade zero. Assis Chateaubriand encheu as burras de dinheiro com os (dizem) 25% do arrecadado que teriam caído nos cofres da hoje Rede Globo.

  4. Maria Inês Mendonça diz:

    Do tempo que eu jovem, 14 anos acreditava no ser humano por ser humana. Foram os tempos das “velhinhas de Taubaté”. Tenho só o anel como prova de uma enganação.
    Enfim…

  5. […] em apologia ao regime.  É o caso de Doe ouro pelo Brasil, de Moreno & Moreninho, que incentivava a população a financiar o Governo Castelo Branco. Com a censura, os modões passaram a declarar cada vez mais […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.