VPR SP 1972. II AUDITORIA MILITAR. DOCUMENTO COM 676 PÁGINAS, CONTENDO MANDADOS DE PRISÃO, ATESTADOS DE ÓBITO, INTIMAÇÕES, PROCESSOS E SENTENÇAS . RECURSOS DOS ADVOGADOS

Trata-se de documentos diversos, arrolando militantes da VPR,  que fazem parte do acervo do STF e STM. O documento , num total de 676 páginas contem os atos jurídicos emitidos pelos tribunais de exceção e pelos advogados de defesa.   https://pt.scribd.com/document/562826079/VPR-SP-1972-Mandados-de-prisao-atestados-de-obito-intimacoes-processos-e-sentencas-II-Auditoria-Militar-Recursos-e-outros-atos-dos-advogados-de-de

O ABANDONO DA CASA DOS PAIS PELOS JOVENS QUE FORAM À LUTA CONTRA A DITADURA

MINISTÉRIO DO EXÉRCITO RIO, GB, g Ago 69 . GABINETE DO MINISTRO -CIE – – INFORMAÇÃO NB S/102-M2-0IS Informe do Exército revela a opção da juventude que aderiu à resistência contra a ditadura militar saindo da casa dos pais    

CASO GOMES LUND E OUTROS (“GUERRILHA DO ARAGUAIA”) VS. BRASIL

Em 26 de março de 2009, em conformidade com o disposto nos artigos 51 e 61 da Convenção Americana, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (doravante “Comissão Interamericana” ou “Comissão”) submeteu à Corte uma demanda contra a República Federativa do Brasil (doravante “o Estado”, “Brasil” ou “a União”), que se originou na petição apresentada, em …

LIBERTAÇÃO DE PRESOS POLÍTICOS QUE NÃO DEU CERTO. COMANDO REINALDO PIMENTA TENTOU LIBERTAR 40 PRESOS DAS GARRAS DA DITADURA

Quinze minutos depois de o avião Caravelle PP-PDX da Cruzeiro do Sul decolar do Rio de Janeiro com destino a São Paulo, quatro jovens obrigam o piloto a voltar para o aeroporto do Galeão. Os sequestradores eram integrantes do Comando Reinaldo Silveira Pimenta, nome dado em homenagem a um militante da Dissidência Estudantil de Niterói …

“TEMPO DE RESISTÊNCIA”, DE LEOPOLDO PAULINO.UM RELATO CRU E NU DA RESISTÊNCIA ARMADA À DITADURA MILITAR

No livro “Tempo de Resistência”, Leopoldo Paulino faz um resgate de um momento histórico tão importante para o país, e que hoje desperta tanto interesse e sofre tantas deformações, tem também a preocupação de acender em outros a chama do compromisso político e da solidariedade”…”Nós somos o que fazemos, e sobretudo aquilo que fazemos para …