ANÁLISE DAS CANÇÕES DE CHICO BUARQUE DE HOLANDA E O SEU CONTEXTO

Cálice Composta por Chico Buarque e Gilberto Gil, a música “Cálice” é mediada por metáforas e faz um contraste com a Bíblia. A sonoridade tem grande importância e denuncia a ditadura militar no Brasil, o modo como as pessoas tinham que ficar caladas. O refrão e primeira estrofe “Pai, afasta de mim esse cálice” foram …

JE VOUS SALUE MARIE, DE GODARD, O ÚLTIMO FILME CENSURADO PELA DITADURA

A adaptação cinematográfica da história da Virgem Maria para o final do século 20, do renomado diretor francês Jean-Luc Godard, provocou críticas dos católicos em todo o mundo e foi proibida de ser exibida no Brasil em 1986. Antes da estreia no país, a igreja católica brasileira condenou o filme, classificando-o de obsceno e herético. A …

EDIÇÃO NÚMERO 01 DO JORNAL OPINIÃO, UMA EXPERIÊNCIA DE IMPRENSA ALTERNATIVA

Fundado em 1972, no Rio de Janeiro, o Opinião nasceu com uma equipe de jornalistas jovens, mas experientes, oriundos de outras vivências na imprensa alternativa e trabalhos em grandes jornais. O jornal foi criado pelo empresário Fernando Gasparian, peça fundamental para tornar o Opinião financeiramente possível. Perseguido durante a ditadura por suas ligações com o ex-presidente João Goulart, …

SUSPENSAÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS DE CAETANO VELOSO. DOCUMENTO DO CONSELHO DE SEGURANÇA NACIONAL

Encaminhamento de suspensão dos direitos políticos de Caetano Veloso. A ditadura militar se baseou no AI 5 para cassar o compositor e cantor   O Ato Institucional nº 5, de 13 de dezembro de 1968, marcou o início do período mais duro da ditadura militar (1964-1985). Editado pelo então presidente Arthur da Costa e Silva, …

LENDA DAS CATARATAS, CINCO LETRAS DE SAMBA ENREDO NO ANO DE 1984

Ofício do presidente da Escola de Samba Borboleta, de Juiz de Fora, solicitando  ao setor de Censura e Diversões Públicas da Polícia Federal a liberação de letra para samba enredo do carnaval de 1984. Para tanto, são apresentadas 5 (cinco) letras de música contando a lenda das Cataratas do Iguaçu    

CENSURA DA DITADURA, PROIBIU A UTILIZAÇÃO DO VERBO PARIR EM LETRA MUSICAL

Ofício de 24 de julho de 1972, de autoria do Diretor da Divisão de Censura de Diversões Públicas, Rogério Nunes, e endereçado ao Juiz Federal Otto Rocha, justificando a censura à letra da música Hermoza, de autoria de Paulo Sérgio Valle. Entre outras alegações, o censor diz que o uso do verbo parir “prejudica a …