ESPIÕES DA DITADURA MILITAR. LISTA COM 31 AGENTES DO CENTRO DE INFORMAÇÕES DA MARINHA INFILTRADOS NOS MOVIMENTOS DE RESISTÊNCIA (PARTE 02)

Os documentos em anexo, foram cedidos pelo  Projeto República: núcleo de pesquisa, documentação e memória,  criado em 2001, e que está vinculado ao Departamento de História da Universidade Federal de Minas Gerais e é coordenado pela professora Heloisa Maria Murgel Starling, (Titular Livre de História do Brasil da UFMG). Na lista com os 31 agentes, …

ESPIÕES DA DITADURA MILITAR. LISTA COM 31 AGENTES DO CENTRO DE INFORMAÇÕES DA MARINHA INFILTRADOS NOS MOVIMENTOS DE RESISTÊNCIA (01)1

Os documentos em anexo, foram cedidos pelo  Projeto República: núcleo de pesquisa, documentação e memória,  criado em 2001, e que está vinculado ao Departamento de História da Universidade Federal de Minas Gerais e é coordenado pela professora Heloisa Maria Murgel Starling, (Titular Livre de História do Brasil da UFMG). Na lista com os 31 agentes, …

VANJA ORICO – A CANTORA E ATRIZ QUE ENFRENTOU A DITADURA

  No início dos anos 1950, uma jovem brasileira que morava na Bélgica, onde o seu pai era diplomata, participou de um concurso de canto lírico, que tinha como prêmio uma bolsa de estudo no afamado conservatório musical Accademia di Santa Cecilia, em Roma. A moça acabou conseguindo o prêmio. Estudava no conservatório pela manhã e, …

CENTRO DE INFORMAÇÕES DO EXÉRCITO (CIEX), CONTROLOU E DIFUNDIU INFORMAÇÕES SOBRE OS EXILADOS NO CHILE

Quando o companheiro Gregório viajou pra República Popular Democrática da Coréia, ele passou pra mim a responsabilidade de cuidar/administrar as coisas da Vanguarda Popular Revolucionária – VPR, no Chile e representar a Organização perante as demais organizações e Embaixada de Cuba , em Santiago. Eu achava que essa era uma informação fechada, até que tive …

CARTA DA MÃE DE PAULO FRANCK, AO FILHO QUE SAIU DA PRISÃO EM TROCA DO EMBAIXADOR DA SUÍÇA

Carta escrita pela mãe de Paulo Frank e interceptada pelos órgãos de informações da ditadura militar do Brasil e difundida pelo Centro de Informações no Exterior (CIEX) Com a data de 29 de janeiro de 1971, e escrita em Pelotas (RS), na carta, dona Yeda mostra seu imenso carinho pelo filho, que estava asilado no …