Forças Armadas Luta pela Anistia Repressão

INFORME DE AGENTES DA AERONÁUTICA, INFILTRADOS NA MANIFESTAÇÃO PELA ANISTIA, REALIZADA EM 28 DE AGOSTO DE 1979

A Lei de Anistia foi fruto de uma intensa mobilização popular que ganhou força no primeiro ano de mandato do general João Baptista Figueiredo. O general foi o último presidente da Ditadura Militar (1964-1985), que deu continuidade à abertura política iniciada por seu antecessor, o general Ernesto Geisel.

O movimento, espalhado pelo país por meio dos Comitês Brasileiros pela Anistia, ganhou importantes apoios seja na oposição parlamentar, por meio do senador alagoano Teotônio Vilela, seja na classe artística com a música O Bêbado e a Equilibrista.

O documento em anexo, foi emitido pelo Ministério da Aeronáutica, no mesmo dia em que foi sancionada a Lei da Anistia, 28 de agosto de 1979.

No informe os agentes da repressão infiltrados na manifestação realizada nas escadarias da Câmara Municipal do Rio de Janeiro . relatam a existência de faixas, panfletagens e personalidades presentes

INFORME DE AGENTES DA AERONÁUTICA, NA MANIFESTAÇÃO PELA ANISTIA, REALIZADA EM 28 DE AGOSTO DE 1979

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.