Forças Armadas Movimento Sindical Repressão

UM ANO APÓS A ANISTIA, O MOVIMENTO SINDICAL AINDA ERA MONITORADO PELA AERONÁUTICA

Os trabalhadores foram a principal parcela da população alvo das perseguições políticas e de diversas medidas tomadas pelo governo ditatorial militar como ataques aos seus órgãos representativos, sistemáticas prisões, torturas, execuções, desaparecimentos, bem como a implantação de uma série de medidas que levaram ao arrocho salarial e à piora das condições de trabalho.

Esse cenário de ascensão das lutas populares, somadas às reformas prometidas pelo governo, foram o motivo da elite se colocar em uma posição ativa e, apoiar e financiar o golpe militar. Primeiro, pelo receio de que realmente acontecessem as reformas previstas (agrária, urbana, eleitoral, educacional), e que com isso, diminuíssem seus privilégios sociais, segundo, porque esperava que fosse assim implantada uma nova ordem política e econômica à força, por meio da ditadura, que pudesse garantir um desenvolvimento lucrativo para ela, sob a égide do lucro a qualquer custo, base do sistema capitalista, ao mesmo tempo em que continha os entraves para esse pleno desenvolvimento mesquinho e desigual: a luta popular e o movimento organizado dos trabalhadores.Assim era de interesse das elites, tanto urbanas quanto rurais, a implantação de uma ditadura que impedia as lutas contra o arrocho salarial, garantindo mais lucros aos patrões, e possibilitava a implantação do modelo econômico mais benéfico a eles, à custa do empobrecimento dos trabalhadores e da piora das condições de trabalho. Ressalta-se, ainda, o interesse das elites dos países imperialistas que se beneficiavam com a ditadura, à medida que essa impunha uma política econômica neoliberal e abria o país para o capital internacional. É importante frisar que esses interesses levaram a uma grande colaboração financeira e política dessas empresas para o golpe de Estado de 1964, que implantou a ditadura militar no Brasil.

UM ANO APÓS A ANISTIA, O MOVIMENTO SINDICAL AINDA ERA MONITORADO PELA AERONÁUTICA

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.