América Condor Forças Armadas Geral Ministérios Operação Condor Repressão VPR

SÔNIA LAFOZ FOI MONITORADA PELOS SERVIÇOS DE ESPIONAGEM DO CHILE, BRASIL E DA EUROPA

No documento em anexo, o Ministério das Relações Exteriores do Chile, por meio da Dirección  de Relaciones Internacionales, Departamento Europa, solicitou em 17 de janeiro de 1974, que a Embaixada do Chile, em Brasília, levantasse informações sobre a então militante da VPR, Sônia Lafoz.

O telegrama cifrado enviado quatro meses após o golpe militar que derrubou o governo da Undade Popular, é assinado por Fernando Zegens, diretor da Direção de Relações Internacionais .

“A moça dos milhões de dólares
Sônia Lafoz, 61, parece ter dez anos a menos. Conserva o corpo ágil por meio da ginástica que faz todos os dias em Curitiba, onde mora com o marido e uma das filhas. No sofá de sua casa, levanta a calça com agilidade e diz: “Aqui ainda tenho essa marca de tiro. Levei três, os outros na virilha e na cabeça”. Fala isso com a naturalidade de quem morou quatro anos na clandestinidade, andando com uma pistola calibre 44.

PDFs

 SÔNIA LAFOZ FOI MONITORADA PELOS SERVIÇOS DE ESPIONAGEM DO CHILE, BRASIL E DA EUROPA

Aluizio Palmar

Aluízio Ferreira Palmar, nasceu em 24 de maio de 1943, em São Fidélis, Estado do Rio de Janeiro. Em sua juventude estudou na Universidade Federal Fluminense e, devido à sua militância revolucionária foi preso e banido do país, após ter sido trocado, juntamente com outros 69 presos políticos pelo Embaixador da Suíça no Brasil. Depois de passar oito anos entre o exílio e a clandestinidade, deu início, após a Anistia Política, a carreira jornalística que completou 50 anos.
Aluízio Palmar foi consultor da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão estadual da Verdade do Paraná, tendo seu trabalho de pesquisador dado origem ao site Documentos Revelados

Você também pode gostar...

3 comentários

  1. José Carlos Asbeg says:

    Solicito contato com Sônia Lafoz. Sou José Carlos Asbeg, cineasta e trabalho em filme documentário de longa metragem sobre a luta armada no período da ditadura civil-militar. A história da Sônia Lafoz é especial pelo fato de jamais ter sido presa, o que o filme gostaria de analisar com a própria personagem. Agradeço desde já qualquer ajuda que me coloque em contato com Sônia. Meu imeio: josecarlos@palmaresproducoes.com.br. Meu telefone (21) 981 89 91 33.

    1. José Carlos, vou entrar em contato com vc por email
      abraço
      Aluízio Palmar

    2. Bom dia José Carlos
      AJUDE MANTER O SITE DOCUMENTOS REVELADOS “NO AR”
      Eu comecei a editar o site Documentos Revelados em 2009, com o objetivo de popularizar o acesso aos documentos da ditadura e os documentos emitidos pelos movimentos de Resistência ao arbítrio.
      Para compor o acervo eu viajei pesquisando nos arquivos estaduais, arquivos da Polícia Federal e no Arquivo Nacional.
      Considero essa missão como uma tarefa, e sinto-me gratificado por ela.
      Porém, desde o ano passado tenho tido dificuldade para cobrir os custos de hospedagem e e da manutenção que é feita pelo webmaster Bruno França.
      Esses custos e mais o dos envios das newletters, eu tenho feito com os meus recursos de aposentado como servidor administrativo médio.
      faça a sua contribuição acessando o link abaixo
      https://www.kickante.com.br/campanhas/documentos-revelados/atualizacoes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.