RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO ESTADUAL DA VERDADE DO ESTADO DA PARAÍBA

“Ao longo dos quatro anos de trabalho, retirar do papel e edificar a Comissão Estadual da Verdade e da Preservação da Memória do Estado da Paraíba, não foi uma missão fácil. Foi necessário contar com o apoio de instituições e pessoas que colaboraram por meio das mais diversas formas. Em primeiro lugar nossos agradecimentos vão …

EDIÇÃO COMPLETA DO JORNAL PENSAMENTO ACADÊMICO, ÓRGÃO DE DIVULGAÇÃO DOS ESTUDANTES DA FACISA

O jornal Pensamento Acadêmico, órgão de divulgação do Diretório Acadêmico 7 de julho, em sua primeira edição destacou a luta dos estudantes da antiga Facisa  para a criação da Unioeste. O Diretório Acadêmico era dirigido por : Adão  Luiz Almeida (presidente), Fidel Alvarenga (vice-presidente, Ângela Papandrea (1ª Secretária), Diva Rocha (segunda-secretária), Rubens Postale (segundo-tesoureiro);  Georgen …

COMISSÃO ANÍSIO TEIXEIRA DE MEMÓRIA E VERDADE DA UNIVERSIDADE NACIONAL DE BRASÍLIA

UnB O Relatório da Comissão Anísio Teixeira de Memória e Verdade da Universidade de Brasília  é o resultados de suas atividades, que foram desenvolvidas entre agosto de 2012 e abril de 2015. Foram realizadas 46 tomadas de depoimentos, entre audiências públicas, testemunhos escritos e oitivas reservadas. Diversos fundos documentais foram consultados e muitas obras – …

PERSEGUIÇÃO AOS HOMOSSEXUAIS, NAS ARTES, NA ADMINISTRAÇÃO E ATÉ NOS QUARTÉIS

A ditadura militar, montou um aparato de controle moral contra os comportamentos sexuais, tidos como “desviantes”. Assim, homossexuais, travestis, prostitutas e outras pessoas consideradas “perversas”, ou “anormais”, foram alvo de perseguições, detenções arbitrárias, expurgos de cargos públicos, censura e outras formas de violência. Em anexo e no formato PDF, três documentos que ilustram o cenário mde …

AÇÃO POPULAR. DA JUVENTUDE CATÓLICA À OPÇÃO PELO MARXISMO-LENINISMO

  História da Ação Popular Em 2013 se comemorou os 50 anos de fundação da Ação Popular (AP). Ela teve importante papel na história da esquerda brasileira desde o período anterior ao golpe de 1964. Sua trajetória é bastante original. Nascida, fundamentalmente, pelas mãos de jovens cristãos socialistas – que procuravam um caminho alternativo entre …

MEMÓRIAS DA DOR. EM 1974, O ESCRITOR PAULO COELHO FOI PRESO POR ENGANO E SUBMETIDO A TORTURAS

  No dia 28 de maio de 1974 o escritor Paulo Coelho de Souza  foi preso por engano. No decorrer de uma investigação dos órgãos de repressão da ditadura militar, o escritor foi preso no lugar do militante do PCBR, Paulo Coelho Pinheiro. As desinformações e informações falsas geradas pela ditadura, levou com que algumas …