Forças Armadas Repressão VPR

CARTA DA VPR AOS PAIS DE GERSON THEODORO DE OLIVEIRA, ASSASSINADO PELA DITADURA

Gerson Theodoro de Oliveira

Gerson Theodoro de Oliveira, militante da VANGUARDA POPULAR REVOLUCIONÁRIA (VPR). Morto aos 23 anos no dia 22 de março de 1971, juntamente com Maurício Guilherme da Silveira, à Rua Barão de Mesquita, nº 425, por agentes do DOI/CODI-RJ. Segundo o boletim de março de 1974 da “Amnesty Internacional”, ambos foram fuzilados. Estudante, trabalhava como auxiliar de escritório. Segundo os Relatórios do Ministério da Aeronáutica e da Marinha, “faleceu em tiroteio com agentes dos órgãos de segurança ao reagir à prisão, em 22 de março de 1971, em Madureira/RJ”. O registro de Ocorrência nº 1408 da 29º D.P. informa: “Às 15:00 hs compareceu o Capitão Aranha, da Segurança do I Ex., R. barão de Mesquita, nº 425, Tijuca, comunicando que, cerca de 11:30 hs., realizando diligência para o Serviço de Segurança Nacional, localizara à Av. Suburbana, esquina com Rua Cupertino (Quintino), dois elementos conhecidos como subversivos, um preto, de nome falso Pedro de Castro Corrêa e outro branco, nome Falso Raimundo Nazareno Lobato Rodrigues (este era Maurício Guilherme da Silveira), os quais reagiram a prisão, sacando as armas que portavam e atirando contra o comunicante e demais componentes da equipe, que revidaram em defesa, resultando feridos os dois elementos citados. Ao serem transportados para o hospital mais próximo vieram a falecer, estando os cadáveres no 1º Batalhão da Polícia do Exército (DOI)…”

 

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.