A Comissão Pastoral da Terra (CPT) e sua atuação junto aos movimentos sociais rurais nas décadas de 1970 e 1980 no Oeste do Paraná

“As intervenções em favor dos pobres, sejam posseiros, pequenos agricultores ou camponeses emergem em um período de nossa história em que velhos personagens entraram em cena: trabalhadores”.   O objetivo deste estudo é fazer uma análise da gênese e atuação da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do seu papel junto aos movimentos de trabalhadores …

RADIOGRAMAS DA POLÍCIA FEDERAL PROIBINDO DIVULGAÇÃO DE LIVRO, DE TUMULTO EM TREM DA CENTRAL E DE DEMANDAS SALARIAIS

Em anexo em PDF e JPG , radiogramas  do Departamento da Polícia Federal , emitidos em 1974, proibindo a imprensa de publicar notícias sobre o livro do jurista português Marcelo Caetano, de um tumulto ocorrido no interior de um trem em São Paulo e também sobre política salarial

EDIÇÃO COMPLETA DO JORNAL PENSAMENTO ACADÊMICO, ÓRGÃO DE DIVULGAÇÃO DOS ESTUDANTES DA FACISA

O jornal Pensamento Acadêmico, órgão de divulgação do Diretório Acadêmico 7 de julho, em sua primeira edição destacou a luta dos estudantes da antiga Facisa  para a criação da Unioeste. O Diretório Acadêmico era dirigido por : Adão  Luiz Almeida (presidente), Fidel Alvarenga (vice-presidente, Ângela Papandrea (1ª Secretária), Diva Rocha (segunda-secretária), Rubens Postale (segundo-tesoureiro);  Georgen …

RELATÓRIO DE INSPETOR DO MINISTÉRIO DO TRABALHO EXPÕE RELAÇÕES FEUDAIS EM FAZENDA NO PARANÁ

Em 2002, quando eu pesquisei o arquivo físico da Delegacia da Polícia Federal de Foz do Iguaçu, em busca de pistas que me conduzissem aos desaparecidos políticos, me deparei com inúmeros documentos sobre conflitos no campo. Considero o relatório do Inspetor do Ministério do Trabalho, Manoel Munhoz, um dos mais importantes, pela exposição minuciosa das …

DE SUASSUNA A GUARNIEIRI, TONELADAS DE LIVROS FORAM INCINERADOS NAS FOGUEIRAS DA DITADURA

  No apagar das luzes da ditadura militar, a ordem era incinerar os livros e filmes apreendidos pela censura. No início da década de 80, toneladas de obras culturais foram queimadas em fornos construídos para essa finalidade.    

NA DITADURA, CENSURA ATINGIU “SEXUS”, DE HENRY MILLER, “O LEOPARDO”, “ULTIMO TANGO EM PARIS”, O LIVRO “DE PROSTITUTA À PRIMEIRA DAMA” E ATÉ RAY CHARLES

Ministério da Justiça 2 de março de 1977 Informe do Chefe de Coordenação e Controle ao Diretor da Divisão de Censura de Diversões Públicas, comunicando que no incinerador do Aeroporto Internacional de Brasília foram cremados em 3 de fevereiro de 1977, 3 mil quilos de filmes, vídeos-tape, revistas, livro, fitas magnéticas, discos e cortes de …

ATAS DE APREENSÃO E QUEIMA DE LIVROS PELO SERVIÇO DE CENSURA FEDERAL, OCORRIDAS DURANTE A DITADURA MILITAR

 Nos anos 70, funcionários do Serviço de Censura Federal foram enviados pra rua com a missão de apreender e incinerar livros, revistas e jornais considerados subversivos “por atentar contra as instituições, a moral e os bons costumes”. Milhares de exemplares foram então apreendidos nas editoras, nos depósitos, nas livrarias e bancas de jornais de jornais …

ESFORÇO DAS FORÇAS ARMADAS E DA POLÍCIA FEDERAL PARA PROTEGER OS TORTURADORES E OUTROS AUTORES DE CRIMES DE LESA HUMANIDADE

  “ Um das características da transição da Ditadura para nossa atual democracia foi a tentativa de manter impunes os crimes políticos realizados durante o Regime Militar. Isso é demonstrado em novos documentos encontrados pelo UOL em associação ao Arquivo Nacional, no acervo da CNV, que provam a ação das Forças Armadas e da Polícia Federal, logo …

LOCALIZADO DOCUMENTO DA POLÍCIA FEDERAL REVELANDO PERSEGUIÇÃO À COMUNIDADE ÁRABE DE FOZ DO IGUAÇU

A comunidade árabe de Foz do Iguaçu sempre foi alvo de espionagem por parte dos órgãos de segurança. No período da ditadura civil-militar (19644/1985) o controle era feito exaustivamente. Nos arquivos da Polícia Federal e em outros fundos é possível encontrar diversos documentos que retratam essa época de perseguição ideológica, política e étnica. Constituída basicamente …