TELEX DO DIRETOR GERAL DA PF DENUNCIANDO EX-DELEGADO EM FOZ DO IGUAÇU DE PO0SSUIR CONDUTA INADEQUADA

  MINISTÉRIO DO EXÉRCITO GABINETE DO MINISTRO C I E CONFIDENCIALI BRASILIA/DF de 2 9 DEZ 1 de 1988 07/02 INFORM E N° 5 52/iQ2-A8.i-ci£ Em telex datado de 06 de dezembro de 1988, Moacir Favetti, o Moacir Favetti, superintendente do DPF no Paraná na época, e endereçado ao Diretor Geral do òrgão em Brasília, …

PADRE ZEZINHO, EM FOZ DO IGUAÇU, DEIXOU DITADURA EM ALVOROÇO

O sacerdote, escritor e músico Padre Zezinho, conhecido atualmente por sua composição, cujo refrão é  “Abençoa Senhor as famílias, Amém! Abençoa Senhor, a minha também!”, deixou delegado e agentes da ´delegacia de Foz do Iguaçu da Polícia Federal em alvoroço durante sua passagem pela Terra das Cataratas, em 07 julho de 1973. A programação do …

HISTÓRIAS QUE EU COLHI, NO ARQUIVO DA DELEGACIA DA POLÍCIA FEDERAL DE FOZ DO IGUAÇU

São histórias de prisões, de resistências, de dedos-duros, biltres e lambe-botas. Por enquanto vou relatar alguns casos de prisões pitorescas e de resistências Aluízio Palmar Um mês após a abertura dos arquivos da Polícia Federal, relativos à época do regime militar, eu fui credenciado pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos, do Ministério da Justiça, para …

ANÁLISE DAS CANÇÕES DE CHICO BUARQUE DE HOLANDA E O SEU CONTEXTO

Cálice Composta por Chico Buarque e Gilberto Gil, a música “Cálice” é mediada por metáforas e faz um contraste com a Bíblia. A sonoridade tem grande importância e denuncia a ditadura militar no Brasil, o modo como as pessoas tinham que ficar caladas. O refrão e primeira estrofe “Pai, afasta de mim esse cálice” foram …

EDIÇÃO NÚMERO 01 DO JORNAL OPINIÃO, UMA EXPERIÊNCIA DE IMPRENSA ALTERNATIVA

Fundado em 1972, no Rio de Janeiro, o Opinião nasceu com uma equipe de jornalistas jovens, mas experientes, oriundos de outras vivências na imprensa alternativa e trabalhos em grandes jornais. O jornal foi criado pelo empresário Fernando Gasparian, peça fundamental para tornar o Opinião financeiramente possível. Perseguido durante a ditadura por suas ligações com o ex-presidente João Goulart, …

DESMANDOS, RANCHOS QUEIMADOS, PRISÕES E TORTURAS. OS DESPEJOS DOS AVÁS-GUARANIS NO OESTE DO PARANÁ

Desmandos, ranchos queimados, prisões e torturas. Isso aconteceu nos anos 1975 e 1976 na região Oeste do Paraná, quando indígenas Avás-Guarani foram despejados de sua terra histórica, herdada de seus ancestrais. Este fato está documentado nas correspondências/denuncias de autoria do advogado iguaçuense Antônio Vanderli Moreira. avas