LUTAS POPULARES NO PARANÁ

A presente obra coletiva é fruto do esforço dos educadores populares do Centro de Formação Milton Santos-Lorenzo Milani, que em 2015 realizaram um curso aberto para a militãncia social do estado a respeito das Lutas Populares no Paraná. Nesta introdução, pretende-se apresentar, mesmo que em breves linhas, a história do Centro de Formação, as experimentações …

REASSENTAMENTO DE INDÍGENAS QUE HABITAVAM MARGEM DO RIO PARANÁ. OFÍCIOS ENVIADOS PELO PRESIDENTE DA FUNAI AO DIRETOR GERAL DA ITAIPU, EM 1977

Trata-se de diversos documentos sobre o reassentamento das famílias indígenas que moravam à beira do Rio Paraná, na área que seria inundada para a formação do Lago de Itaipu. Entre os documentos, está uma Ata de reunião entre a CJP, Itaipu e lideranças indígenas  e Ofícios emitidos por Ismarth de Araujo Oliveira, presidente da Funai …

MOBILIZAÇÃO EM, 1980, DAS ENTIDADES CATÓLICAS EM SOLIDARIEDADE AOS INDÍGENAS E BÓIAS FRIAS DO PARANÁ

Nos anos oitenta, foram intensos os movimentos em solidariedade e apoio aos indígenas ameaçado de explsão de suas terras originária e também da miséria e exploração em que viviam os chamados ¨”trabalhadores boias frias”. Entre os divesos movimentoe que se mobilizaram, destacam-se àqueles ligados à Igreja Católicas

DEPOIMENTOS NA AUDÊNCIA PÚBLICA DA COMISSÃO ESTADUAL DA VERDADE, REALIZADA EM CASCAVEL PR

No Estado do Paraná, nas regiões Oeste e Sudoeste, experiências concretas escreveram algumas páginas do pensar e do fazer da classe trabalhadora, com conteúdos revolucionários. Às suas maneiras, colocaram em marcha o que passou a ser denominado de Operação Três Passos, O Grupo dos 11 e os movimentos representados pelo PCB, VPR e o MR8. …

DESMANDOS, RANCHOS QUEIMADOS, PRISÕES E TORTURAS. OS DESPEJOS DOS AVÁS-GUARANIS NO OESTE DO PARANÁ

Desmandos, ranchos queimados, prisões e torturas. Isso aconteceu nos anos 1975 e 1976 na região Oeste do Paraná, quando indígenas Avás-Guarani foram despejados de sua terra histórica, herdada de seus ancestrais. Este fato está documentado nas correspondências/denuncias de autoria do advogado iguaçuense Antônio Vanderli Moreira. avas