Depoimentos DOPS DOS ESTADOS Forças Armadas Foz do Iguaçu Fundo Aluízio Palmar Fundo Foz do Iguaçu Geral MR8 Repressão

“CODNOMES EM UM CADERNO DE ANOTAÇÕES ME LEVOU AO INFERNO DAS TORTURAS”

Quando eu fui preso, em 4 de abril de 1969, os agentes da ditadura militar encontraram entre meus pertences um caderno de anotações.

Apesar de que no caderno só constavam “nomes de guerra”, essas anotações foram o meu inferno. Foram horas e dias de tortura para eu dar os nomes verdadeiros dos companheiros listados no caderno. Pra dar fim às torturas físicas eu tive de montar uma história. Foi o jeito que encontrei na hora , pois não sabia de meu limite pra aguentar as torturas e segurar as informações.

Aliás, a história foi coerente, bem amarrada e e confirmei em todos os centros de tortura por onde passei.

Em anexo, parte do caderno resgatado nos arquivos da ditadura  e o depoimento

.

PDFs

 "CODNOMES EM UM CADERNO DE ANOTAÇÕES ME LEVOU AO INFERNO DAS TORTURAS"

 "CODNOMES EM UM CADERNO DE ANOTAÇÕES ME LEVOU AO INFERNO DAS TORTURAS"2

Aluizio Palmar

Aluízio Ferreira Palmar, nasceu em 24 de maio de 1943, em São Fidélis, Estado do Rio de Janeiro. Em sua juventude estudou na Universidade Federal Fluminense e, devido à sua militância revolucionária foi preso e banido do país, após ter sido trocado, juntamente com outros 69 presos políticos pelo Embaixador da Suíça no Brasil. Depois de passar oito anos entre o exílio e a clandestinidade, deu início, após a Anistia Política, a carreira jornalística que completou 50 anos.
Aluízio Palmar foi consultor da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão estadual da Verdade do Paraná, tendo seu trabalho de pesquisador dado origem ao site Documentos Revelados

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.