América Geral Imprensa Internacional Outras épocas Outros Paraguai

DITADURA DO GENERAL ALFREDO STROESSNER CONCEDEU ATESTADO DE BONS ANTECEDENTES PARA JOSEF MENGELE

O documento em anexo foi descoberto no arquivo do terror, em Assunção. É um certificado de bons antecedentes de Josef Mengele, emitidos pela ditadura do general Alfredo Stroessner, no Paraguai.

 

Mengele abandonou de forma encoberta o campo em 17 de Janeiro de 1945, e 10 dias depois o Exército Vermelho chegou ao campo e libertou os poucos sobreviventes.

Josef Mengele em Abril de 1945 fugiu para o oeste disfarçado como membro da infantaria regular alemã, com identidade falsa, mas foi capturado.

Como prisioneiro de guerra, cumpriu pena de prisão perto de Nuremberg. Foi libertado depois, quando se desconhecia a sua identidade. Durante os julgamentos de Nuremberg não se mencionou Josef Mengele como genocida.

Sabe-se que fugiu para a Argentina, provavelmente ainda na década de 1940.

Todavia, com a captura de Adolf Eichmann por agentes do Mossad, em Buenos Aires, Mengele decidiu fugir da Argentina e se escondeu no Paraguai para depois passar para o Brasil, onde teria vivido em Mamborê, Serra Negra, Assis, Marília, Nova Europa, Mogi das Cruzes e Bertioga, no estado de São Paulo, até à sua morte.

DITADURA DO GENERAL ALFREDO STROESSNER CONCEDEU ATESTADO DE BONS ANTECEDENTES PARA JOSEF MENGELE

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.