RELATÓRIO DA REUNIÃO TRIPARTITE ENTRE BRASIL, PARAGUAI E ARGENTINA SOBRE ITAIPU E CORPUS

O Tratado da Bacia do Prata, assinado em Brasília, no dia 23 de abril de 1969, e em vigor desde 14 de agosto de 1970, é o instrumento jurídico imaginado por Argentina, Brasil, Bolivia, Paraguai e Uruguai, para institucionalizar a ·exploração integrada, racional e harmônica do vasto sistema hidrográfico, que se expande na região centro-meridional …

COMITÊ DE SOLIDARIEDADE COM O POVO PARAGUAIO – REUNIÃO EM FOZ DO IGUAÇU

“ITAIPU BINACIONAL Assessoria Especial de Segurança e Informações Informe AESI.G/IB/BR/037/1983 Data : 21 de junho de 1983 Comitê de Solidariedade ao Povo Paraguaio Reunião em Foz do Iguaçu No dia 12 JUN 83, realizou-se no plenãrio da Cara dosvereadores de Foz do Iguaçu/PR, reunião do “ComItê de Solidariedade com o povo paraguaio O evento, que …

MEMÓRIAS DO EXÍLIO NA FRONTEIRA: TRAJETÓRIA E RESISTÊNCIA DE EXILADOS PARAGUAIOS EM FOZ DO IGUAÇU

Historicamente o destino dos exilados paraguaios foram os países lindeiros como Argentina e Brasil, sendo a Argentina o país de asilo de mais da metade deste contingente. O Brasil foi o segundo país da região mais buscado como destino. Ainda, outros países do Cone Sul, como Chile e Uruguai, receberam cidadãos paraguaios na condição de …

DITADURA DO GENERAL ALFREDO STROESSNER CONCEDEU ATESTADO DE BONS ANTECEDENTES PARA JOSEF MENGELE

O documento em anexo foi descoberto no arquivo do terror, em Assunção. É um certificado de bons antecedentes de Josef Mengele, emitidos pela ditadura do general Alfredo Stroessner, no Paraguai.   Mengele abandonou de forma encoberta o campo em 17 de Janeiro de 1945, e 10 dias depois o Exército Vermelho chegou ao campo e …

RELATÓRIO DO SNI, SOBRE O PROJETO DE CRIAÇÃO DE ÁREA DE LIVRE COMÉRCIO EM FOZ DO IGUAÇU

Documento constando análise sobre a viabilidade de criação de Área de Livre comércio em Foz do iguaçu e suas implicâncias com a república do paraguai e, especificamente o comércio de Ciudade del este. Tambem,  consta no anexo projeto de lei propondo a criação da ALC e sua tramitação nas comissões da Câmara dos Deputados

SEQUESTRO EMBAIXADOR SUÍÇO. COMUNICADOS E MENSAGENS ENTRE A VPR E A DITADURA MILITAR. RELAÇÕES DE PRESOS E SUBSTITUIÇÕES

  O embaixador foi sequestrado no dia sete de dezembro de 1970 e libertado no dia 16 de janeiro de 1971. Foram 40 dias de negociação entre os guerrilheiros da Vanguarda Popular Revolucionária e a ditadura militar. Nesse período diversos comunicados foram emitidos pelos guerrilheiros e pela ditadura. Os documentos da VPR eram colocados em …

CHEFE DE QUADRILHA QUE EXPLORAVA PROSTITUIÇÃO DE MENORES RECEBEU DIPLOMA DE COLABORADOR EMÉRITO DO EXÉRCITO

  Chefe de quadrilha que explorava prostituição de menores em Foz do Iguaçu recebeu Diploma de Colaborador Emérito do Exército Quem não conhecia seu verdadeiro caráter e atividades ilícitas, imaginava estar diante de um perfeito cavalheiro, um dândi. Suas vestes estavam sempre impecáveis, bem talhadas. O perfume era uma de suas armas; de aparência “limpinha”, …

REPRESENTAÇÕES DA TORTURA NO JORNAL NOSSO TEMPO

Direitos Humanos e Opinião Pública em Foz do iguaçu – 1980-1985 Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Arte, Cultura e História da Universidade Federal da Integração LatinoAmericana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em História América Latina Anderson de Oliveira Orientador Prof Paulo Renato  da Silva   Este …

OS JESUITAS E O APOSTOLADO SOCIAL DURANTE A DITADURA MILITAR: A ATUAÇÃO DO CEAS

https://archive.org/details/9788523208929   O estudo aborda a intervenção política da Companhia de Jesus na história recente do Brasil, particularmente no período da ditadura militar. A obra tem importância decisiva para a compreensão do que teria sido a atuação da Igreja Católica durante os anos de autoritarismo e violação dos direitos humanos. Ao estudar o Centro de …

DEPOIMENTO NA ÍNTEGRA DO CORONEL PAULO MALHÃES À COMISSÃO DA VERDADE DO RIO DE JANEIRO

No dia 30 de maio de 2014, o tenente coronel Paulo Malhães, foi ouvido pela Comissão Estadual da Verdade, do Rio de Janeiro. Foi a primeira vez que o ex-agente do Centro de Informações do Exército confessou oficialmente seus crimes. Antes, ele foi entrevistado pelos jornalistas Chico Otávio e Juliana Dal Piva. No depoimento à …