O Papel da Direção de Inteligência Nacional (DINA) na Ditadura Chilena: para além da repressão (1974-1977)

Mendes, Clécio Ferreira Resumo do autor: Este trabalho analisou a função social da Direção de Inteligência Nacional, a DINA, que constituiu a centralização do aparato repressivo da ditadura chilena no período de 1973 a 1977. Por isso, buscou-se compreender a idealização e a criação da DINA pela Junta Militar de Governo, sob comando do ditador …

DITADURA BRASILEIRA NOS PREPARATIVOS DO GOLPE NO CHILE. RELATÓRIOS DO CIEX SOBRE SITUAÇÃO POLÍTICA NO CHILE E ATIVIDADES DAS FORÇAS ARMADAS

Ministério das Relações Exteriores Centro de Informações do Exterior Ciex 411/73 5 Setembro 73 Chile. Situação Interna Ministério das Relações  Exteriores Centro de Informações do Exterior Ciex 414/73 6 Setembro 73 Chile. Situação Interna. Atividades das Forças Armadas “No Brasil, desde que se instalou a Ditadura de Segurança Nacional, as autoridades desenvolveram dois grandes eixos …

DOCUMENTO DO EXÉRCITO COM A RELAÇÃO DOS BRASILEIROS ASILADOS NA EMBAIXADA DA ARGENTINA NO CHILE

Os militares brasileiros e seus aliados civis foram, ao lado dos Estados Unidos, os principais articuladores do golpe que derrubou o primeiro presidente socialista eleito pelo voto popular no mundo. Documentos produzidos pelo Centro de Informações do Exterior (Ciex), o serviço secreto criado pelo Itamaraty em 1966 para auxiliar a ditadura brasileira a combater o …

Novas revelações sobre a participação da ditadura brasileira na Operação Condor

Em 28 de novembro de 1975, o general Manuel Contreras, homem de confiança do presidente chileno Augusto Pinochet Ugarte, reuniu em Santiago coronéis, majores e capitães de seis países da América do Sul. A intenção era propor um acordo de colaboração entre os países, todos governados por ditaduras militares, para lutar contra o que eles …

Condor pede mais dinheiro

Documento revela coronel pedindo dinheiro para manter Operação Condor no Brasil

No documento em anexo, localizado no Arquivo do Terror, em Assunção,  o coronel chefe do setor de inteligência do Chile e um dos coordenadores da Operação Condor, Manoel Contreras Sepúlveda, pede ao ditador chileno Augusto Pinochet mais dinheiro para as operações na América Latina. Contreras justifica o seu pedido de reforço de caixa dizendo  que …