Árabes Foz do Iguaçu Polícia Federal SNI

Mohamad Barakat, o alvo preferido da espionagem contra a comunidade árabe

Mohamad Ibrahim Barakat é um cidadão exemplar. Filho do velho Barakat, o primeiro mascate que chegou à Foz do Iguaçu e que mais tarde  se estabeleceu no comércio. Foi bem sucedido em suas atividades empresariais e assim criou e educou seus filhos. Mohamad Ibrahim foi estudar “lá fora”. Voltou formado em engenharia e seguindo a tradição familiar dedicou-se ao comércio. Eu o conheci quando ele era o proprietário da Loja Novo Mundo, que ficava localizada na Avenida Brasil com a Travessa Cristiano Weirich. Boa praça, sossegado e engajado nas lutas de libertação nacional nos seis continentes. Mas Barakat sempre foi uma pessoa enraizada nos problemas da comunidade. Militou no PMDB, foi vereador, candidato a deputado federal, lider empresarial e articulador da comunidade árabe- libanesa de Foz do Iguaçu.

Devido a essas múltiplas atividades, mas principalmente por suas posições contrárias à política agressiva do imperialismo norte-americano, Mohamad Ibrahim  passou a ser “controlado” pela Polícia Federal.

Aliás, a comunidade árabe de Foz do Iguaçu sempre foi alvo de espionagem por parte dos órgãos de   segurança.    No período da ditadura civil-militar (19644/1985) o controle era feito exaustivamente e nos arquivos da Polícia Federal e em outros fundos é possível encontrar diversos documentos que retratam essa época de perseguição ideológica, política e étnica.

Constituída basicamente por libaneses, a comunidade árabe está perfeitamente inserida na vida social, empresarial e política de Foz do Iguaçu. Apesar dessa inserção histórica, as reuniões e  atividades de seus membros eram espionadas pelos agentes da repressão.

DOCUMENTO 1

ACE 4587/83

Origem: Serviço Nacional de Informações

Data: 22JUL83  

Título: Atividades de Mohamad Ibrahim Barakat junto à Comunidade árabe de Foz do Iguaçu  e Presidente Stroessner

DOCUMENTO 2

Informe 0997/83-SI/SR/DPF/PR

Origem: Departamento de Polícia Federal

Data: 16OUT83

Referência: SI/SR/DPF/PR

Difusão: ACT/SNI

TítuloAtividades de Mohamad Ibrahim Barakat junto à Comunidade árabe de Foz do Iguaçu  e Presidente Stroessner

DOCUMENTO 3

Pedido de Busca: 0127

Origem: Serviço Nacional de Informações

Data: 30SET83

Difusão: 5 RM-SR/DPF/PR

 

 

Aluizio Palmar

Aluízio Ferreira Palmar, nasceu em 24 de maio de 1943, em São Fidélis, Estado do Rio de Janeiro. Em sua juventude estudou na Universidade Federal Fluminense e, devido à sua militância revolucionária foi preso e banido do país, após ter sido trocado, juntamente com outros 69 presos políticos pelo Embaixador da Suíça no Brasil. Depois de passar oito anos entre o exílio e a clandestinidade, deu início, após a Anistia Política, a carreira jornalística que completou 50 anos.
Aluízio Palmar foi consultor da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão estadual da Verdade do Paraná, tendo seu trabalho de pesquisador dado origem ao site Documentos Revelados

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.