Condor Geral Operação Condor

DOCUMENTO DO GOVERNO AMERICANO REVELA QUE DITADURA BRASILEIRA COOPEROU COM OS ASSASSINATOS DA OPERAÇÃO CONDOR

condor

A revelação esta no informe que o alto funcionário do Departamento de Estado Norte Americano,  Harry W. Shlaudeman,  fez em 1976 ao Secretario de Estado Dean Rusk.

Nesse documento  o Assessor Especial para Assuntos Interamericanois, Shlaudeman informa ” foi estabelecido Operação Condor para encontrar e matar terroristas dos “Comitês Organizadores Revolucionários” em seus próprios países e na Europa. Brasil esta cooperando de perto com as operações de assassinatos.”

ACESSE O DOCUMENTO TRADUZIDO PARA O PORTUGUÊS CLICANDO NO LINK ABAIXO 

 http://pt.scribd.com/doc/145564968/Op-condor

NAO CLASSIFICADO

090376

DEPARTAMENTO DE ESTADO
Washington D.C.

PARA: O Secretario
DE: ARA – Harry W. Shlaudeman

ARA Relatório Mensal (Julho)

A ” Terceira Guerra Mundial” e a America do Sul

Os regimes militares do cone sul da America do Sul encontram-se sitiado.

– de um lado pelo marxismo internacional e seus expoentes terroristas, e
– do outro lado pela hostilidade da incompreensível democracia industrial mal informada pela propaganda Marxista.

Em resposta eles estão agrupando-se no que pode vir a ser um bloco político de coesão. Mas, o mais significativo, eles estão juntando forças para erradicar a “subversão”, uma palavra que vem se traduzindo em uma dissidência não violenta da esquerda e centro esquerda. As forças de segurança sulistas vão

– passar a coordenar as atividades de inteligência mais de perto;
– operar nos territórios uns dos outros em perseguição aos “subversivos”;
– foi estabelecido Operação Condor para encontrar e matar terroristas dos “Comitês Organizadores Revolucionários” em seus próprios países e na Europa. Brasil esta cooperando de perto com as operações de assassinatos.

Essa visão do mundo sitiado transformada em paranoia é talvez o resultado natural das convulsões dos anos recentes em que as sociedades do Chile, Uruguai e Argentina foram muito ameaçadas de ataque pela extrema esquerda. Mas os lideres militares, apesar de próximos a dizimação da esquerda Marxista no Chile e no Uruguai, além do acelerado processo em direção a esse objetivo na Argentina, insiste em que a ameaça permanece e a guerra precisa seguir em frente. Alguns falam na “Terceira Guerra Mundial”, com os países do cone sul como os últimos defensores da civilização Cristã.

AVISO DE ALERTA: FONTES DELICADAS DE INTELIGENCIA E METODOS ENVOLVIDOS. DISSEMINAÇÃO E EXTRAÇÃO DE INFORMAÇÃO CONTROLADA PELA ORIGEM.

 

Aluizio Palmar

Aluízio Ferreira Palmar, nasceu em 24 de maio de 1943, em São Fidélis, Estado do Rio de Janeiro. Em sua juventude estudou na Universidade Federal Fluminense e, devido à sua militância revolucionária foi preso e banido do país, após ter sido trocado, juntamente com outros 69 presos políticos pelo Embaixador da Suíça no Brasil. Depois de passar oito anos entre o exílio e a clandestinidade, deu início, após a Anistia Política, a carreira jornalística que completou 50 anos.
Aluízio Palmar foi consultor da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão estadual da Verdade do Paraná, tendo seu trabalho de pesquisador dado origem ao site Documentos Revelados

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.