Áudios e Vídeos Depoimentos Forças Armadas Geral Repressão Torturas

“MEMÓRIAS DO ESQUECIMENTO”. EX-PRESO POLÍTICO FLÁVIO TAVARES FALA DAS TORTURAS QUE ELE SOFREU, EM ENTREVISTA AO JORNALISTA CARLOS ALBERTO JÚNIOR

“Tira do cu e dá uma descarga leve no braço esquerdo que ele acorda!
O filho do pastor batista da Tijuca acordou, moveu-se no chão, mas, quando se levantou, seus olhos estavam mortos. A descarga leve no braço esquerdo, no lado do coração, o tinha ressuscitado, mas naqueles poucos instantes de choque elétrico as rugas e os vincos surgiram no seu rosto adolescente e ele parecia um sobrevivente da fogueira da inquisição, um ancião muito ancião aos 17 anos de idade.”
O trecho acima está em “Memórias do esquecimento”, de  Flávio Tavares. Ele relata o episódio na entrevista que concedeu ao jornalista Carlos Alberto Junior para o podcast Roteirices.

Siga o link e ouça: https://anchor.fm/carlos-alberto-jr/episodes/19—Memrias-do-esquecimento–com-Flvio-Tavares-e5bnl9

https://anchor.fm/carlos-alberto-jr/episodes/19—Memrias-do-esquecimento–com-Flvio-Tavares-e5bnl9

Aluizio Palmar

Aluízio Ferreira Palmar, nasceu em 24 de maio de 1943, em São Fidélis, Estado do Rio de Janeiro. Em sua juventude estudou na Universidade Federal Fluminense e, devido à sua militância revolucionária foi preso e banido do país, após ter sido trocado, juntamente com outros 69 presos políticos pelo Embaixador da Suíça no Brasil. Depois de passar oito anos entre o exílio e a clandestinidade, deu início, após a Anistia Política, a carreira jornalística que completou 50 anos.
Aluízio Palmar foi consultor da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão estadual da Verdade do Paraná, tendo seu trabalho de pesquisador dado origem ao site Documentos Revelados

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.