DOPS DOS ESTADOS Geral Repressão

ESCRITOR MINEIRO ACUSADO POR VIGÁRIO DO INTERIOR DE USAR PALAVRAS DE “BAIXO CALÃO” CAI EM DESGRAÇA, APÓS PRESTAR DEPOIMENTO NA POLÍCIA POLÍTICA

Documento em anexo revela o clima policialesco em que se encontrava a sociedade brasileira nos duros anos da ditadura militar brasileira.

O documento, que faz parte do acervo do Arquivo Público mineiro, relata que um

vigário do interior acusou o autor de um livro de usar “palavras de baixo calão”, além de ter aceitado o prefácio escrito por Jorge Amado.

A denúncia do vigário foi parar na Delegacia de Ordem Política e Social e o escritor interiorano chamado para prestar esclarecimentos.

ESCRITOR MINEIRO ACUSADO POR VIGÁRIO DO INTERIOR DE USAR PALAVRAS DE "BAIXO CALÃO" CAI EM DESGRAÇA, APÓS PRESTAR DEPOIMENTO NA POLÍCIA POLÍTICA

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.