Geral

A PERSEGUIÇÃO INCESSANTE AO PADRE GERSON DA CONCEIÇÃO, DE CACHOEIRA DE MACACU

Gerson da Conceição,  tinha 33 anos quando foi preso pela ditadura. Era então pároco de Sant’Anna de Japuíba, no município de Cacheira de Macacu, cidade de pouco mais de 50 mil habitantes, na região serrana do Rio de Janeiro. A acusação era de que teria dado guarida a militantes de esquerda que intentavam iniciar no campo “uma revolução socialista”.

O padre começou um trabalho, juntamente com Rosalina Santa Cruz,  de assistência social e conscientização da comunidade local Ela militante da Ação Popular e ele ligado ao clero progressista.Segundo ele, na década de 1960 os conflitos eram comuns na zona rural de Cachoeiras de Macacu. As disputas na área, que então recebia um grande número de migrantes nordestinos, seriam causadas, principalmente, pelas constantes invasões de terras: “Eu comecei a organizar os lavradores politicamente, fazendo com que desenvolvessem o senso de comunidade, organizassem as lavouras, produzissem e vendessem seus produtos em Duque de Caxias, que era o mercado mais próximo”, relata Rosalina.

Padre Ger4son

 

Acervo do pesquisador Alberto Santos

Documentos da ditadura sobre o Padre Gerson da Conceicao

Depoimento de Rosalina Santa Cruz

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.