AESI Itaipu Paraguai Paraguaios Repressão

GOIBURÚ, A MORTE ANUNCIADA DE UM LÍDER DA RESISTÊNCIA À DITADURA DO GENERAL ALFREDO STROSSNER

A última vez que eu vi o doutor Agostin Goiburú foi em sua clínica. Ele era um dos líderes da Frente Revolucionária Colorada, organização que o núcleo da VPR na região do Alto Paraná mantinha boas relações e desenvolvia trabalhos conjuntos.

Quando cheguei a secretária assustada me fez entrar direto no consultório. Goiburú me passou um informe do que estava sendo feito e disse que estava sendo controlado dia e noite e que naquele mesmo instante havia agentes postados do lado de fora.

Em seguida ele enfaixou meu braço esquerdo – o direito deixou livre para em caso de necessidade eu resistir à tiro, e mandou eu sair rápido. Foi o que eu fiz.

Algum tempo depois Agostin Goiburú foi sequestrado quando chegava em seu consultório de ortopedista. Levaram o médico para o Paraguai. Goiburú consta da lista de desaparecidos políticos e segundo provas colhidas pelas organizações de DDHH e seu familiares ele teria sido torturado até a morte e seu corpo escondido.

O  documento em anexo revela o plano de sequestro do doutor Agostin Goiburú. Nele, os agentes da repressão informam como seria a captura, forma de atuação e quantos homens atuariam no diagoiburu uma morte anunciada.

PDFs

 Relatório da repressão para o sequestro do dr Agostin Goiburú

Aluizio Palmar

Aluízio Ferreira Palmar, nasceu em 24 de maio de 1943, em São Fidélis, Estado do Rio de Janeiro. Em sua juventude estudou na Universidade Federal Fluminense e, devido à sua militância revolucionária foi preso e banido do país, após ter sido trocado, juntamente com outros 69 presos políticos pelo Embaixador da Suíça no Brasil. Depois de passar oito anos entre o exílio e a clandestinidade, deu início, após a Anistia Política, a carreira jornalística que completou 50 anos.
Aluízio Palmar foi consultor da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão estadual da Verdade do Paraná, tendo seu trabalho de pesquisador dado origem ao site Documentos Revelados

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.